Iranianos acreditam num "milagre" frente a Portugal

Artigo do Tehran Times lembra que "futebol não é matemática e a seleção iraniana pode fazer história" ao passar aos oitavos de final do Mundial.

"As leis da aerodinâmica sugerem que as vespas não deviam poder voar. Mas esqueçam as leis, as vespas voam" escreve Masoud Hossein no Tehran Times. Num artigo intitulado "poderá um milagre acontecer para o Irão?" o jornal iraniano em língua inglesa recorda que "futebol não é matemática e a seleção iraniana pode fazer história contra Portugal" no jogo de hoje.

No artigo, o jornal reconhece que vai ser difícil à seleção iraniana, treinada pelo português Carlos Queiroz, bater um Portugal "levado pelo espírito de Ronaldo". Até porque "todos sabem como Portugal é bom". Mas acredita que no fim do jogo "os iranianos vão sair às ruas para festejar" a primeira passagem aos oitavos de final num Mundial.

E termina "depois das sanções impostas ao Irão, a nação precisa de esperança para seguir em frente e o futebol pode provar que por muito difícil que a vida se torna, há sempre luz ao fundo do túnel".

Depois das sanções impostas ao Irão, a nação precisa de esperança para seguir em frente e o futebol pode provar que por muito difícil que a vida se torna, há sempre luz ao fundo do túnel

O Irão esteve sob sanções internacionais devido ao seu programa nuclear. Muitas destas foram levantadas após a assinatura do acordo entre Teerão, os cinco membros do Conselho de Segurança e a Alemanha em 2015. Mas com a retirada dos EUA desse acordo, anunciada pelo presidente americano Donald Trump em maio, Washington voltou a impor novas sanções ao Irão.

Segundo o Fundo Monetário Internacional, apesar das novas sanções, a economia iraniana deverá crescer 4% em 2018. Menos 0,3 pontos percentuais do que em 2017.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG