Sorteio deixou Carlos Queiroz "muito contente"

Selecionador do Irão, de nacionalidade portuguesa, mostrou-se esta sexta-feira satisfeito por ter ficado no mesmo grupo de Portugal e Espanha. "Não podia ser melhor", confessa.

"Pessoalmente, estou muito contente porque é um grupo com duas seleções de dois países muito especiais para mim. Para nós [Irão], vai ser uma competição muito dura, fosse qual fosse o grupo. Mas quando estás com Espanha, que foi campeã do mundo, e Portugal, campeão da Europa. Não podia ser um melhor sorteio para mim", afirmou Carlos Queiroz, antigo selecionador nacional em duas ocasiões e antigo treinador do Real Madrid em 2003/04, em declarações à imprensa espanhola.

Questionado sobre a seleção mais forte entre Portugal e Espanha, não arriscou responder: "Temos que jogar contra Marrocos primeiro e depois vamos preparar muito bem os seguintes. O mais importante para o Irão é ir com garra, respeito e sair do Mundial com honra. Sem dúvida que Espanha e Portugal são favoritos são favoritos, a não ser que cometam erros, o que é pouco provável."

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

Foi Centeno quem fez descer os juros?

Há dias a agência de notação Standard & Poor's (S&P) subiu o rating de Portugal, levando os juros sobre a dívida pública para os níveis mais baixos de sempre. No mesmo dia, o ministro das Finanças realçava o impacto que as melhorias do rating da República têm vindo a ter nas contas públicas nacionais. A reacção rápida de Centeno teve o propósito óbvio de associar a subida do rating e a descida dos juros às opções de finanças públicas do seu governo. Será justo fazê-lo?