Serena Williams responde a comentários racistas

Selecionador romeno de ténis comentou cor da pele do bebé que a tenista espera: "Vamos ver de que cor vai ser. Chocolate com leite?"

Serena Williams considerou "racistas" os comentários de Ilie Nastase sobre a sua gravidez e ofereceu o seu "apoio total" na investigação da Federação Internacional de Ténis ao capitão da seleção romena de ténis, que antes já havia sido suspenso por "conduta antidesportiva" para com as jogadoras da equipa britânica durante um encontro da Fed Cup.

Nastase chocou os espetadores na sexta-feira quando fez comentários sobre a cor de pele do filho de Williams, enquanto a romena N ° 1 Simona Halep estava a responder à pergunta de um repórter sobre o vencedor do Grand Slam.

"Vamos ver de que cor vai ser", terá dito, segundo citaram os meios noticiosos da Roménia e da Grã-Bretanha. "Chocolate com leite?", terá acrescentado.

Williams, que está envolvida com o co-fundador do Reddit Alexis Ohanian, anunciou a sua gravidez na semana passada. Ohanian é caucasiano.

A Nº 1 do mundo respondeu à controvérsia através do seu Instagram na passada segunda-feira, adotando um tom de desafio. "Eu não estou com medo ao contrário de ti", escreveu.

"Deixa-me dececionada saber que vivemos numa sociedade em que pessoas como Ilie Nastase podem fazer comentários racistas sobre mim, sobre o meu filho que ainda não nasceu, e comentários sexistas contra os meus colegas", diz o post.

"Eu já disse isto uma vez e vou voltar a dizer, este mundo chegou tão longe, mas ainda temos muito mais para conquistar, nós quebrámos tantas barreiras - e no entanto, há muitas mais para superar".

"Isto ou qualquer outra coisa não me vai impedir de espalhar amor, luz e positivismo em tudo o que eu faço. Vou continuar a liderar e a defender o que é certo."

Nastase, de 70 anos, foi um dos melhores tenistas do seu tempo, tendo conquistado dois títulos do 'Grand Slam', o Open dos Estados Unidos, em 1972, e Roland-Garros, em 1972.

No sábado, foi expulso durante um encontro da Fed Cup, numa altura em que a britânica Johanna Konta vencia Sorana Cirstea por 6-2 e 1-2, depois de já ter recebidos dois avisos do árbitro Andreas Egli, por ter insultado as jogadoras adversárias Konta e Anne Keothavong, bem como o juiz do encontro.

Entretanto, a ITF fez saber que iria retirar a acreditação a Nastase e que o capitão não poderia continuar a participar na eliminatória.

Horas antes, a ITF tinha anunciado a abertura de um inquérito ao antigo campeão romeno, na sequência do comentário feito sobre a gravidez de Serena Williams.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

A "taxa Robles" e a desqualificação do debate político

A proposta de criação de uma taxa sobre especulação imobiliária, anunciada pelo Bloco de Esquerda (BE) a 9 de setembro, animou os jornais, televisões e redes sociais durante vários dias. Agora que as atenções já se viraram para outras polémicas, vale a pena revistar o debate público sobre a "taxa Robles" e constatar o que ela nos diz sobre a desqualificação da disputa partidária em Portugal nos dias que correm.

Premium

Rosália Amorim

Crédito: teremos aprendido a lição?

Crédito para a habitação, crédito para o carro, crédito para as obras, crédito para as férias, crédito para tudo... Foi assim a vida de muitos portugueses antes da crise, a contrair crédito sobre crédito. Particulares e também os bancos (que facilitaram demais) ficaram com culpas no cartório. A pergunta que vale a pena fazer hoje é se, depois da crise e da intervenção da troika, a realidade terá mudado assim tanto? Parece que não. Hoje não é só o Estado que está sobre-endividado, mas são também os privados, quer as empresas quer os particulares.