Pedro Emanuel já não é treinador do Estoril

O treinador deixa o comando técnico do emblema da Linha de Cascais com o clube da I Liga de futebol a anunciar ter chegado este sábado a acordo "para a cessação de funções".

"A Estoril Praia SAD vem por este meio informar que chegou a acordo com o treinador Pedro Emanuel para a cessação de funções enquanto treinador da equipa. Com ele saem também os adjuntos Virgílio Fernandes e Rui Gomes", refere a nota publicada na página oficial do clube.

O Estoril-Praia, que perdeu todos os jogos, oito entre Liga, Taça da Liga e Taça de Portugal, desde 19 de agosto, há pouco mais de dois meses, refere ainda que o "percurso comum" chega ao fim, e deseja as maiores felicidades ao técnico, que após a derrota com o Boavista afirmou que estaria esta segunda-feira no estádio para dar treino.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.