José Mota é o novo treinador do Feirense

Técnico vai substituir Pepa no comando da equipa da II Liga

O Feirense apresentou esta sexta-feira José Mota como novo treinador da equipa da II Liga portuguesa de futebol, um dia depois de ter anunciado a saída de Pepa, que deixa o clube no quarto lugar do campeonato.

José Mota, que será coadjuvado por Paulo Sousa, já orientou o treino de hoje e deixou a garantia de que está "de corpo e alma para tentar fazer história no clube", manifestando-se satisfeito pelo desafio proporcionado pela direção do clube e ciente dos seus objetivos.

"Vi vários jogos e estou sempre atento ao que se passa. Uma das razões que me fez aceitar este convite foi sentir que este grupo tem condições para lutar pelos objetivos. Dentro daquilo que vi, sei que ele tem todas as condições para dar alegrias a todos nós", assegurou.

José Mota já começou a trabalhar com o plantel e espera uma resposta imediata aos resultados menos bons das últimas jornadas, acreditando que o Feirense tem a possibilidade de subir de divisão.

"O importante é ter esperança de conseguir algo. Se fosse para cumprir calendário não aceitaria o desafio. Temos de vencer os nove jogos que faltam para conseguir os objetivos. É fundamental que se consiga, em cada jogo, os três pontos. Só isso faz com que possamos ter ambição em conseguir o que nos propusemos. São nove jogos, nove finais", salientou.

Depois de não ter conseguido a permanência na I Liga na época passada com o Gil Vicente, José Mota, de 52 anos, regressa agora à atividade e acrescenta o Feirense ao rol de clubes por onde passou, nos quais se incluem ainda Paços de Ferreira, Santa Clara, Leixões, Belenenses e Vitória de Setúbal.

"Estive parado este tempo também um pouco por iniciativa minha. Este é um objetivo que qualquer treinador aceitaria. Incentiva-nos e fez-me pensar que só é positivo para a minha carreira. Quando o presidente me convidou para o Feirense disse que estava recetivo, porque é importante para todos nós. Seria muito importante se conseguíssemos os objetivos, mas o que sinto é que é importante para a minha carreira e é prestigiante", referiu o sucessor de Pepa.

Pepa chegou ao Feirense na presente época e nos últimos quatro jogos em casa viu a sua equipa perder por três vezes, deixando a equipa no quarto lugar da II Liga, com 62 pontos, menos um do que o Famalicão, terceiro classificado, que é a segunda equipa em posição de subida ao primeiro escalão.

Ler mais

Exclusivos