Rivaldo despede-se dos relvados aos 41 anos

Rivaldo anunciou este sábado, aos 41 anos, o fim da sua carreira de futebolista. O antigo internacional brasileiro foi considerado o melhor jogador do mundo em 1999, quando brilhava ao serviço dos espanhóis do Barcelona.

Num comunicado divulgado na rede social Facebook, Rivaldo afirma que construiu a sua carreira "em cima de um milagre, saindo de Paulista sem nenhum recurso financeiro, sem empresário, somente incentivos familiares, desacreditado por médicos e técnicos", mas viu "um sonho distante se tornar realidade".

"Com persistência, dedicação e principalmente com a mão de Deus, cheguei a ser reconhecido como melhor jogador do mundo, pentacampeão mundial, entre muitos outros títulos importantes na história do futebol", disse o antigo jogador de Deportivo, Barcelona e AC Milan.

O "Caveirinha", como era conhecido, jogava no Mogim Mirim, clube brasileiro do qual é presidente, tendo ainda coexistido na mesma equipa que o seu filho, Rivaldinho.

Rivaldo foi campeão mundial de seleções pelo Brasil, em 2002, na competição organizada pela Coreia do Sul e Japão, tendo atuado por 14 clubes diferentes ao longo da sua carreira e conquistado 21 títulos.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG