Morte de pai de Aurier lança confusão na Costa do Marfim

Primeiro surgiu a informação de que o pai Serey Die tinha morrido horas antes do jogo entre Costa do Marfim e Colômbia e que esse era a explicação para o costa-marfinense ter chorado durante o hino. Horas depois o médio negou a notícia e veio a saber-se que tinha sido o progenitor de Serge Aurier que tinha morrido.

Depois do apito final do Colômbia-Costa do Marfim (2-1) surgiu a notícia de que o pai de Serey Die tinha morrido e que essa era a justificação para ter chorado durante o hino.

Esta notícia foi desmentida pelo próprio, através da sua conta no Instagram, onde escreveu que o pai morreu em 2004 e que chorou porque nunca pensou estar numa competição como um Mundial.

Foi Didier Zokora, outro jogador da Costa do Marfim, que desfez o mistério através do seu Twitter. Segundo ele foi o pai de Serge Aurier, que também chorou durante o hino, que morreu hoje. "O futebol não é tudo. Um pai morreu hoje. A vida marcou mais um golo contra nós @Serge_Aurier", escreveu Zokora.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG