Nuno: "Só dependemos de nós. Não vamos falhar"

Treinador do FC Porto não está preocupado pela falta de golos: "Há talento, os golos vão aparecer"

Nuno Espírito Santo não quis dar importância à falta de eficácia portista na finalização, após o nulo do FC Porto em Copenhaga, na quinta jornada da Liga dos Campeões, preferindo valorizar o "controlo total" do jogo por parte dos dragões, na segunda parte.

O técnico salientou ainda o facto de o FC Porto depender de si próprio para garantir o apuramento para os oitavos de final, na última jornada, contra o Leicester, no Dragão.

"Vínhamos à procura de fechar as contas e esse foi o trabalho que os jogadores fizeram. Na segunda parte, houve um controlo total, com muitas ocasiões. Isso faz-nos acreditar que é esse o caminho. Há qualidade, há talento, vamos trabalhá-lo, porque os golos vão acabar por aparecer", referiu na flash-interview da SportTV.

O treinador recusa que os seus jogadores estejam a revelar ansiedade na finalização. "O trabalho da equipa técnica faz com que isso nunca aconteça [que haja ansiedade]. Sabíamos a importância que tinha o jogo e os jogadores interpretaram o que nós dissemos. Há que dar os parabéns aos jogadores. Repito: naturalmente, as coisas vão aparecer."

Nuno defendeu-se ainda quanto ao facto de ter feito apenas duas substituições e só nos últimos minutos da partida (Evandro entrou aos 84 minutos, Varela aos 89). "Quando assim é [o treinador gosta do que vê] e não há nenhum problema de maior, não se justifica [haver substituições]", justificou o técnico, que voltou a deixar o ponta de lança belga Depoitre no banco durante todo o jogo. "São opções. Temos de tomar decisões. Há confiança em todo o plantel."

Por fim, o treinador portista voltou a realçar: "Dependemos de nós no Dragão e isso é muito bom. Nós não vamos falhar."

Outras reações

->Iker Casillas (jogador do FC Porto):
"Na minha opinião, as duas partes foram bem distintas: a primeira, mais equilibrada, na segunda, merecemos mais [ganhar]. Procurámos o golo que nos desse a tranquilidade de podermos garantir a qualificação. Não foi possível, mas temos a última jornada no Dragão.

É óbvio que preferíamos ter ganhado o jogo, para termos a tranquilidade de lutar pelo primeiro lugar com o Leicester no Dragão. Não pode ser. Temos de pensar nos jogos que temos até lá e quando chegar o dia, desde que não percamos, estamos qualificados.

Estivemos muito bem defensivamente, temos demonstrado isso nos últimos jogos. Falta-nos o golo, mas se continuarmos assim, se não dermos oportunidades aos outros, acabaremos por ganhar."

->Maxi Pereira (jogador do FC Porto):
"Na segunda parte melhorámos muito. Na primeira, eles estiveram ligeiramente melhor, mas depois do intervalo saímos decidimos a lutar pela vitória. Criámos oportunidades, penso que eles não tiveram oportunidades tão claras. Merecíamos ganhar. Mas continuamos a depender de nós.

Pressão não [por terem de garantir a qualificação para os 'oitavos' na última jornada]. Temos de ganhar. Sabemos que todos os jogos de 'Champions' são difíceis. Temos de estar tranquilos.

Não mexe com a confiança [série sem vitórias], porque estamos a criar oportunidades, a jogar bem, sem sofrer golos. O único que nos falta é converter as oportunidades."

->André Silva (jogador do FC Porto):
"Merecíamos ganhar, tentámos, chutámos, criámos ocasiões. Infelizmente, a bola não entrou. Acabámos por empatar, o futebol é assim.

Na primeira parte, o terreno estava difícil, a equipa deles estava muito organizada. Na segunda, criámos oportunidades, mas não chegámos ao golo

É preciso continuar a trabalhar, não deixamos de acreditar, vai haver um dia que a vitória vai chegar. Só dependemos de nós para garantir a qualificação, acredito que vamos passar."

Exclusivos