Liga dos Campeões. Rúben Neves explica porque chorou no banco

Rúben Neves foi captado pela transmissão televisiva a chorar, no banco de suplentes 'azul e branco'

Rúben Neves explicou hoje que a sua reação de tristeza à não utilização no empate do FC Porto com a Roma, nos 'play-offs' da Liga dos Campeões de futebol, se deve à vontade de ajudar o FC Porto.

"Não tinha de dar explicações a ninguém mas sinto que devo uma palavra porque já estou a ver muito alarido à volta disto. Só quero afirmar que o que se passou foi de um jogador, de uma pessoa que, mais que tudo, quer ajudar a sua equipa como qualquer outro, não teve nada a ver com o 'mister' Nuno, que tem as suas opções, que respeito plenamente e muito menos tem a ver com os meus colegas, em particular com o Evandro, que tem mais que qualidade para ajudar o clube também", escreveu o médio português no Instagram.

Rúben Neves foi captado pela transmissão televisiva a chorar, no banco de suplentes 'azul e branco', sendo reconfortado pelo guarda-redes José Sá, após a entrada em campo de Evandro, para o lugar de Otávio, aos 85 minutos.

"Uma reação que não devia ter acontecido mas que foi espontânea e não passou mesmo de uma reação emocional", frisou o médio, que partilha uma fotografia em que surge a beijar o emblema do FC Porto.

Após o jogo da primeira mão dos 'play-offs' da Liga dos Campeões, Evandro disse perceber a reação do companheiro de equipa: "É normal o Rúben [Neves] ficar frustrado, até acho isso bom, porque mostra que na nossa equipa todos querem jogar".

Exclusivos