Inter Milão muito interessado em avançar para Sérgio Conceição

Técnico é muito bem-visto pelo emblema nerazzurri para a próxima temporada, no caso de Luciano Spalletti falhar o acesso à Liga dos Campeões. Miguel Cardoso está bem referenciado para regressar ao Dragão pela porta grande

Sérgio Conceição é neste momento o nome mais bem posicionado para treinar o Inter Milão, clube pelo qual jogou nas épocas 2001-02 e 2002-03. Ao que o DN apurou, o técnico portista é visto com bons olhos pelos nerazzurri para pegar na equipa italiana na próxima época.

Há um caminho para ser feito de modo a que Conceição seja o eleito para treinador do Inter Milão. Primeiro terá de sair Luciano Spalletti, que está muito perto de falhar o objetivo assumido para a presente temporada desportiva, a qualificação para a Liga dos Campeões - está a quatro pontos da 4.ª classificada, a Lazio, quando restam três jogos para o final do campeonato.

Os responsáveis do emblema italiano, apesar de fazerem o seu papel ao manifestar publicamente confiança em Spalletti, têm recolhido muitas informações ao longo da atual temporada e o perfil de Sérgio Conceição agrada, pois o Inter considera que está necessitado de um treinador, digamos, menos científico mas que transmita aos jogadores que em campo é preciso transpirar até à última gota de suor.

O diretor desportivo Piero Ausilio, sabe o DN, tem sido o quadro do Inter Milão encarregado de compilar todos os dados para que o clube esteja na posse do maior número de detalhes caso se decida a avançar para Sérgio Conceição. E inclusivamente já marcou presença nas bancadas do Dragão para constatar in loco a forma como o FC Porto se exibe em campo.

Outro dos aspetos que agrada ao Inter Milão, como anteriormente tinha chamado a atenção do Paris Saint-Germain, é a disciplina que Sérgio Conceição incute no balneário, sem mostrar medo de jogadores com estatuto adquirido. Neste capítulo, é incontornável não lembrar o caso que afastou Iker Casillas da titularidade numa altura em que Conceição considerou que o ultratitulado guardião espanhol não estava a treinar como devia.

Finalmente, há a vontade de Sérgio Conceição e a disponibilidade do FC Porto em libertar um treinador que tem mais um ano de contrato e que, presumivelmente, quebrará um jejum de cinco anos sem a conquista do título nacional. O técnico está consciente de que vai perder jogadores - Casillas, Maxi Pereira, Marcano e Reyes acabam agora contrato e outros como Brahimi e Herrera entram no último ano de ligação aos dragões e por isso serão, eventualmente, negociados neste defeso - e que dificilmente conseguirá colmatar as perdas com futebolistas do mesmo patamar, pois o FC Porto está limitado devido ao fair play financeiro.

Cláusula dissuasora?

Pinto da Costa tem também uma palavra a dizer, mas a cláusula de 15 milhões de euros que costuma adicionar aos contratos dos treinadores pode ser dissuasora para o Inter Milão, que, sabe o DN, não está disposto a pagar essa quantia para contratar Sérgio Conceição. A verdade é que, se a situação se puser, a decisão terá sempre de passar por uma conversa entre Sérgio Conceição e Pinto da Costa.

Se, eventualmente, o FC Porto ficar sem treinador, a sucessão não será fácil devido ao elevar da fasquia, mas há um nome apreciado no Dragão, em especial pelo diretor-geral Luís Gonçalves. Falamos de Miguel Cardoso, atual treinador do Rio Ave, e que coabitou com o dirigente portista nas nove temporadas em que trabalhou em todos os escalões de formação do emblema portista e ainda nos quatro anos passados nas camadas jovens do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia.

Miguel Cardoso tem-se notabilizado nesta temporada no Rio Ave e já foi conotado com os outros dois grandes, Sporting e Benfica, mas é bom salientar que entre o técnico e Luís Gonçalves há mais do que uma ligação profissional, há uma forte amizade, que tem vindo a consolidar-se ao longo dos anos.

Ainda assim, mesmo que Luís Gonçalves tenha uma palavra a dizer numa eventual sucessão de Conceição, será sempre Pinto da Costa a decidir quem se sentará no banco de suplentes com a braçadeira de treinador do FC Porto na próxima temporada.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG