FC Porto e Sporting lutam por lugar na final da Liga Europeia

Os duelos entre FC Porto e Sporting e entre FC Barcelona e Reus, atual detentor do troféu, garantem uma final ibérica da Liga Europeia de hóquei em patins, este fim de semana no Dragão Caixa, no Porto.

Pela segunda vez nos últimos seis anos, o FC Porto é o anfitrião da 'final four' da Liga Europeia, que, no atual formato, iniciado em 1996/97, os 'dragões' nunca venceram (têm dois títulos da Taça dos Campeões), depois de oito presenças na final.

Em 2012/13, numa final 100% portuguesa, no Dragão Caixa, o FC Porto somou frente aos seus adeptos um dos seus desaires mais amargos no hóquei em patins, ao perder para o arquirrival Benfica, no prolongamento (6-5).

Presença assídua na 'final four', a formação portista repetiu a presença na final na época seguinte, em 2013/14, em Barcelona, mas também falhou a conquista do título frente à equipa da casa, a mais vitoriosa da competição, com 21 troféus.

Na época de 2015/16, em nova final totalmente portuguesa, na Luz, o Benfica voltou a erguer o troféu com um triunfo frente à Oliveirense, por 5-3, e igualou o registo do FC Porto de dois títulos na prova (Liga Europeia/Taça dos Campeões).

O FC Barcelona é o principal 'carrasco' do FC Porto nas finais da competição, uma vez que a equipa espanhola fez a festa por seis vezes em finais disputadas com os 'azuis e brancos' (1984/85, 1996/97, 1999/2000, 2003/04, 2004/05 e 2013/14).

As restantes quatro finais perdidas pelos 'dragões' aconteceram frente ao Benfica (2012/13), Follonica (2005/06) -- que valeu a Itália o único título em 52 edições da competição -- Igualada (1998/99) e Liceu da Corunha (1986/87).

O FC Porto chega à 'final four' como vencedor do grupo B da fase regular, com cinco vitórias e um empate, e depois de eliminar nos quartos de final o Benfica, ao golear os 'encarnados' no Dragão Caixa, por 9-2, recuperando de uma desvantagem de um golo na Luz (3-2).

O adversário do FC Porto o Sporting, que regressa às meias-finais, depois de ter conquistado um título na versão Taça dos Campeões Europeus, na época de 1976/77, frente aos espanhóis do CP Villanova, numa final disputada a duas mãos (6-0 e 6-3).

A formação 'leonina', vencedora do grupo D, com quatro vitórias, um empate e uma derrota, chegou à 'final four' após eliminar a Oliveirense, finalista vencida das duas últimas edições (frente ao Reus, 4-1, e Benfica, 5-3), com um duplo triunfo pela margem mínima de 3-2.

O vencedor do encontro entre as equipas portuguesas vai disputar a final, a realizar pelas 12:30 de domingo, com o ganhador da outra meia-final entre o FC Barcelona, e o Reus, detentor do troféu, que já ergueu por oito vezes.

O FC Barcelona, vencedor invicto do grupo C, chega à 'final four' após eliminar nos 'quartos' os italianos do Follonica (3-3 e 5-1), enquanto o Reus, primeiro do grupo A, com cinco vitórias e um empate, chega ao Porto depois de ultrapassar o Liceo (1-4 e 7-2).

A Espanha, com 45 títulos -- FC Barcelona (21), Reus (8), Igualada (seis), Liceo da Corunha (6), Voltregà (3) e Noia (1) -- é o país que mais vezes ergueu a Liga Europeia/Taça dos Campeões de hóquei em patins, que lhes fugiu apenas por sete vezes.

O troféu viajou seis vezes para Portugal -- FC Porto (2), Benfica (2), Sporting (1) e Óquei de Barcelos (1) -- e uma para Itália -- Follonica.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG