Europeus2022. Canoísta Teresa Portela garante final em K1 200 metros

Também o canoísta Kevin Santos garante final de K1 200 metros.

A canoísta olímpica Teresa Portela conquistou esta sexta-feira um lugar direto na final da prova de K1 200 metros dos Europeus, com o terceiro posto na sua série em Munique, Alemanha.

Na pista oito, Portela terminou em 41,762 segundos, a 988 milésimos de segundo da polaca Marta Walczykiewicz, quarta nos mundiais, e que se superiorizou à húngara Anna Lucz, bronze, por 95 centésimos.

Portela foi sexta classificada há duas semanas nos mundiais do Canadá. A final disputa-se no sábado, às 13:20, horas de Lisboa.

Às 16:35, a canoísta de Esposende disputa ainda a meia-final do K1 500 metros, no qual foi 10.ª nos mundiais.

Depois de Teresa Portela, também o canoísta Kevin Santos agarrou hoje uma das três vagas diretas para a final de K1 200 metros dos europeus de Munique, Alemanha, após assegurar o terceiro lugar na sua série.

Numa prova em progressão, depois de uma largada menos bem conseguida, o português, com uma ponta final mais forte, concluiu o desafio em 36,034 segundos, a 546 milésimos de segundo do sueco Petter Menning, vice-campeão do Mundo, e do letão Robert Akmens, quarto em Halifax.

Nos mundiais do Canadá, há duas semanas, Kevin foi sexto.

A regata das medalhas do K1 200 metros realiza-se no domingo, às 13:11, horas de Lisboa.

Ginástica artística masculina supera expectativas com dois apurados para Mundial

A seleção portuguesa masculina de ginástica artística superou o objetivo inicial proposto pelo seu treinador, José Augusto Dias, nos Europeus de Munique, Alemanha, ao apurar dois atletas para os Mundiais de outubro de Liverpool, Inglaterra.

"Vínhamos com o objetivo de tentar apurar um ginasta para o Mundial e conseguimos dois, superámos as nossas expectativas", disse à Lusa José Augusto Dias, treinador da seleção masculina portuguesa, referindo-se ao apuramento de José Nogueira (38.º no 'all-around') e Guilherme Campos (54.º).

O técnico reforçou que a equipa lusa é "muito jovem e tem margem de progressão para os Europeus de 2023", nos quais Portugal pretende "estar entre as 13 equipas que avançam para os Mundiais".

"Em Munique, faltou-nos o nosso melhor ginasta, Bernardo Almeida, lesionado. Será um reforço e os jovens atuais vão estar mais experientes. Queremos sonhar e trabalhar para isso", sublinhou o técnico.

Resumindo a participação nos campeonatos, José Augusto Dias destacou os dois resultados de nível A para o alto rendimento, "por estarem no primeiro terço da classificação", sendo que "todos os outros resultados são de nível B".

Portugal esteve presente igualmente em femininos, competição que decorreu nos primeiros dias dos Europeus e em que a jovem Mariana Parente, de apenas 15 anos, também foi bem-sucedida, com o seu 50.º posto final no 'all-around', com 46.733 pontos, garantindo igualmente a presença nos campeonatos do mundo de Liverpool.

A segunda edição dos campeonatos Europeus multidesportos está a decorrer em Munique até domingo e reúne nove modalidades, estando Portugal representado em sete, nomeadamente atletismo, canoagem, ciclismo, ginástica artística, remo, ténis de mesa e triatlo.

A seleção portuguesa conquistou três medalhas até ao momento, duas de ouro, através de Pedro Pablo Pichardo, no triplo salto, e de Iúri Leitão, no scratch do ciclismo de pista, e uma de prata, por Auriol Dongmo, no lançamento do peso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG