Europeu de natação adaptada é evento de "capital importância"

Presidente da Federação destacou que o Campeonato da Europa é a "última janela de oportunidade de obtenção dos mínimos" para os Jogos Paralímpicos Rio2016

A 100 dias do Europeu de natação adaptada do Comité Paralímpico Internacional (IPC), o presidente da Federação Portuguesa da modalidade considerou hoje a prova, que se realiza noFunchal, um "evento de capital importância".

"Estamos a 100 dias de um evento de capital importância. Portugal pode orgulhar-se de os dois maiores eventos à escala mundial de qualificação olímpica e paralímpica se realizar neste país", afirmou António José Silva na apresentação da competição, que irá decorrer nas piscinas olímpicas do Funchal, entre 30 de abril e 07 de maio.

O presidente da Federação destacou que o Campeonato da Europa é a "última janela de oportunidade de obtenção dos mínimos" para os Jogos Paralímpicos Rio2016, havendo depois a qualificação olímpica de águas abertas, em Setúbal, nos dias 11 e 12 de junho.

Com cerca de 550 atletas inscritos de 53 países e ainda com perto de 1.200 voluntários envolvidos, António José Silva disse ter um "orgulho enorme em liderar" a organização do evento, importante para o desporto nacional e para a "projeção internacional" de Portugal e da Madeira.

Para Humberto Santos, presidente do Comité Paralímpico português, o "envolvimento é sinónimo de sucesso" e acredita que a prova em 2017 também será organizada por Portugal.

"Agradeço o empenho e o profissionalismo e vamos assistir a um dos melhores eventos do IPC de todos os tempos", acrescentou.

O nadador paralímpico madeirense Emanuel Gonçalves também aproveitou para dar uma antevisão da competição, "a cereja no topo do bolo" por ser "em casa".

O atleta madeirense pretende "retribuir o carinho" recebido e demonstrar, juntamente com os restantes nadadores que, apesar de serem "diferentes", são todos "especiais".

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG