Este é, provavelmente, o "pior esquiador do mundo"

O venezuelano Adrián Solano teve uma participação desastrosa no Mundial de Esqui: "Nunca tinha visto neve"

Adrián Solano é notícia pela sua memorável prestação no Mundial de Esqui, na Finlândia, mas não pelos melhores motivos.

O venezuelano teve uma participação insólita, na qual demonstrou uma quase total inabilidade para esquiar e dificuldades em manter o equilíbrio.

Foi a pior participação num Mundial de Esqui desde que há memória, mas Adrián tem uma boa desculpa: "Nunca tinha visto neve na vida. Nunca tive a possibilidade de treinar. Eu uso esquis com rodas", explicou.

A sua chegada à Finlândia, de resto, dava um filme. " Cheguei a Paris a 19 de janeiro para fazer escala para a Suécia, onde ia treinar. Mas as autoridades francesas não acreditavam que eu fazia esqui na Venezuela (...) Só tinha 28 euros no bolso e os polícias acharam que era uma tentativa de emigração. Fui discriminado pela forma de vestir e pela minha cara", explicou.

Solano apenas chegou à Suécia esta segunda-feira e sabia que estava em grande desvantagem em relação aos colegas porque perdeu um mês de treinos na neve, mas ainda assim quis competir. "Ainda estou a tentar porque é o meu sonho", disse.

O ministro dos Negócios Estrangeiros venezuelano, Delcy Rodriguez, escreveu no Twitter que, "seguindo instruções do presidente Nicolás Maduro" o país vai apresentar um "protesto ao governo francês pela afronta ao desportista venezuelano".

Segundo o Sport, Adrián demorou um ano a preparar-se para este campeonato, durante o qual teve de arranjar três empregos e pedir a ajuda a vários amigos para cobrir as despesas da viagem. O segundo bilhete para a competição foi pago com recurso a uma angariação de fundos e dessa vez Solano fez escala em Espanha.

Apesar da dificuldade em concluir a prova dos 10 quilómetros, Adrián terminou com um sorriso: "Os maiores um dia também caíram mas levantaram-se e continuaram a lutar. Não quero ser a exceção", frisou.

"Posso ter caído muitas vezes mas o que realmente importa é que continuarei sempre a levantar-me", escreveu Solano numa publicação no Instagram.

Nas redes sociais, o atleta tem sido muito ridicularizado e elogiado.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG