Escócia com mais nervo e vontade de ganhar arranca nulo à Inglaterra

Seleção inglesa desilude mas está com um pé e meio nos oitavos de final, tal como a República Checa

A Inglaterra empatou esta sexta-feira sem golos frente à Escócia, na segunda jornada do Grupo D do Euro2020, com uma exibição apagada, perante um adversário que mostrou muito mais nervo e vontade de vencer.

A equipa inglesa não confirmou o favoritismo que lhe foi atribuído, com um futebol lento, lateralizado e para trás, previsível, sem acelerações e sem soluções para penetrar no compacto 3x1x4x2 da Escócia.

As melhores oportunidades até pertenceram aos escoceses, a maior das quais no início da segunda parte, aos 63 minutos, quando Reece James evitou em cima do risco fatal o golo dos escoceses, após um remate de Dykes à meia-volta na sequência de um canto.

No primeiro quarto de hora a Inglaterra acelerou um pouco o jogo, mas foi sol de pouca dura, voltando ao ritmo lento da primeira parte, deixando a Escócia sempre confortável a defender e com energia para o contra-ataque e para os lances de bola parada, nos quais ameaçou a baliza de Pickford.

Se a Inglaterra não estava a ser capaz de criar lances na área escocesa, quando o selecionador Gareth Southgate retirou de campo Foden e Harry Kane, aos 67 e 74 minutos, a Inglaterra deixou de existir em termos ofensivos.

A melhor ocasião dos ingleses em todo o jogo surgiu, ainda na primeira parte, após um cabeceamento de Stones ao poste, enquanto a da Escócia aconteceu num remate de O'Donnell parado por uma grande defesa de Pickford, também no primeiro tempo.

Com este resultado, a Inglaterra soma agora quatro pontos, os mesmos que a República Checa, que lidera por conta da diferença entre golos marcados e sofridos, o que significa que, em caso de empate na terceira jornada, a formação do Leste da Europa se qualifica em primeiro lugar.

Por seu lado, a Escócia soma o primeiro ponto e iguala a Croácia, que esta sexta-feira empatou a uma bola com a República Checa, na classificação, ambas com um ponto, mas qualquer das quatro equipas do grupo D pode seguir em frente.

A Croácia, vice-campeã do Mundo, ainda não ganhou no Euro2020, e com o empate desta sexta-feira com a República Checa, parece apostar tudo na terceira jornada, contra a Escócia.

Os checos gostaram do empate em Hampten Park, que os deixa na frente do Grupo D e em boa posição para a passagem para a fase de eliminação direta.

Sem jogar mal, a Croácia sabe que terá de colocar todas as fichas contra a Escócia. Nada que pareça muito complicado, já que a seleção de Modric dá sinais de que está a melhorar a qualidade do seu jogo.

O terceiro golo na prova de Patrik Schick, aos 37 minutos, de penálti, deu vantagem aos checos, enquanto Ivan Perisic apontou, aos 47, o tento dos croatas, para um resultado justo, em que ainda assim foram os croatas que mais procuraram resolver o jogo na segunda parte.

Com os dois golos apontados à Escócia, Schick é o primeiro jogador neste Euro a chegar aos três tentos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG