Eliseu entre o Olympiacos e o Benfica decide após a Confederações

Defesa esquerdo é pretendido em Atenas, muito por influência do diretor desportivo do clube helénico, mas ainda não tomou uma decisão final. Depois de Portugal, Espanha e Itália, pode conhecer quarto campeonato

Eliseu, que ontem se estreou na Taça das Confederações (entrou aos 66" para o lugar do lesionado Raphaël Guerreiro), está em final de contrato com o Benfica e, ao que o DN apurou, o seu futuro pode passar pela Grécia.

O Olympiacos, heptacampeão grego, está interessado no defesa açoriano e já transmitiu isso ao atleta. Para este entusiasmo do clube - pelo qual se sagraram campeões os treinadores portugueses Leonardo Jardim, Vítor Pereira, Marco Silva e Paulo Bento - contribui a admiração do diretor desportivo do Olympiacos, o argentino Armando Husillos, que conhece Eliseu da altura em que coabitaram nos espanhóis do Málaga.

Uma coisa parece certa: Eliseu não vai tomar qualquer decisão antes do final da Taça das Confederações. Após a competição, o defesa vai reunir-se com a família e analisar as hipóteses em carteira, sendo certo que, atualmente, resumem--se a Benfica e Olympiacos.

Na Luz, depois de uma conversa no final de 2016, em que lhe foi transmitido interesse na continuidade, o assunto arrefeceu tendo-se reacendido depois de o Benfica ter conquistado o tetracampeonato.

Ainda não foram discutidos pormenores relativamente a um novo contrato, caso Eliseu renove por mais um ano com o Benfica, mas parece difícil que possa manter a folha salarial da altura em que foi contratado ao Málaga, em 2014.

Ou seja, por outra palavras, na Grécia terá a possibilidade de manter e até elevar os seus emolumentos, mas na Luz não tem essa garantia, pelo que terá, basicamente, de optar entre os euros e a estabilidade familiar.

Há um terceiro ponto que pode ser decisivo na decisão e passa muito pela vontade de um e de outro clube em contar com os seus serviços, até porque no Olympiacos, possivelmente, terá bem mais possibilidades de somar minutos, ao passo que no Benfica terá sempre a concorrência do espanhol Alejandro Grimaldo, que, na época passada, sempre que esteve operacional foi opção inicial de Rui Vitória nos jogos mais importantes.

Exclusivos