Dragões defendem líder da claque e atacam IPDJ

"Afinal, o IPDJ respira e deu os primeiros sinais de vida em mais de 99 dias de sono profundo", diz a newsletter do clube

O FC Porto, através da newsletter Dragões Diário, defende esta quinta-feira o líder da claque Fernando Madureira relativamente ao castigo de seis meses de interdição de frequentar recintos desportivos e a uma multa de 2600 euros aplicado pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ).

"Afinal, o IPDJ respira e deu os primeiros sinais de vida em mais de 99 dias de sono profundo para castigar Fernando Madureira, o líder dos Super Dragões, mas mantém-se cego, surdo e mudo em relação a tudo o resto", escrevem.

O líder da claque já veio dizer que irá recorrer desta decisão que acabou por ser tomada devido a um cântico entoado num jogo de andebol entre o FC Porto e o Benfica, o qual desejava que o avião da Chapecoense fosse dos encarnados.

O Dragões Diário defende que a sanção do IPDJ foi tomada depois de "uma franja de adeptos" ter entoado esse cântico.

Veja aqui o vídeo que originou o castigo:

este castigo coloca agora uma questão: será que Madureira fica também impedido de jogar pelo Canelas 2010, clube que disputa a Série B do Campeonato de Portugal e do qual Madureira é capitão de equipa?

Esta decisão [de poder jogar pelo Canelas], sabe o DN, terá de passar sempre pela Federação Portuguesa de Futebol. Provavelmente pelo Conselho de Disciplina, a quem caberá suspender (ou não) o jogador.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG