Djokovic já é o tenista que mais dinheiro ganhou nos courts

Sérvio ultrapassou o suíço Roger Federer em prémios monetários e está quase a chegar à inédita fasquia dos cem milhões de dólares. N.º 1 do mundo há 92 semanas soma recordes

Definitivamente, o Big Four já era. O circuito masculino do ténis é atualmente o recreio quase exclusivo de Novak Djokovic, que ganha o que quer e quando quer sem dar sinais de se cansar. Assim, os recordes do circuito vão caindo em catadupa às mãos do sérvio, ao ritmo vertiginoso das suas conquistas. No último domingo, com a vitória no Masters 1000 de Miami, Djoko amealhou mais uma série impressionante de marcas históricas, como a de se ter tornado o tenista com mais dinheiro acumulado de sempre em prize money, ultrapassando o suíço Roger Federer: com o milhão de dólares de Miami, chegou aos 98,2 milhões de dólares (cerca de 86 milhões de euros) na carreira.

Não tardará muito, seguramente, a que assinalemos o nome de Djokovic como o primeiro a chegar aos nove dígitos e a ultrapassar a fasquia dos cem milhões de dólares em prémios dentro dos courts. Depois de em 2015 ter terminado o ano com apenas seis derrotas - e de ter acumulado um prize money superior a 20 milhões de dólares (recorde numa época ATP) - o sérvio segue a um ritmo igualmente demolidor neste ano: 28 vitórias e apenas uma derrota, nos quartos-de-final do torneio do Dubai, frente ao espanhol Feliciano Lopez, num jogo em que foi obrigado a retirar-se devido a uma infeção num olho.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG