Djokovic e Halep sofrem, mas seguem Thiem e Serena

Número 1 mundial bateu Tiafou e vai agora medir forças com o norte-americano Taylor Fritz (31.º ATP).

O sérvio Novak Djokovic e a romena Simona Halep sofreram para carimbar o acesso à terceira ronda do Open da Austrália, primeiro major da temporada, e acompanhar Dominic Thiem e Serena Williams em Melbourne Park.

Numa jornada em que duas jogadoras do top 10 mundial foram eliminadas, o líder do ranking ATP foi alvo do primeiro grande teste, nesta 109.ª edição do major australiano, frente ao norte-americano Frances Tiafoe, número 64 da hierarquia mundial, que se exibiu a bom nível e só cedeu ao fim de três horas e 30 minutos, pelos parciais de 6-3, 6-7 (3-7), 7-6 (7-2) e 6-3.

Apesar de bem sucedido, Djokovic, que procura o recorde de nove títulos em Melbourne, não poupou algumas críticas ao piso rápido da Rod Laver Arena, onde registou hoje 26 ases contra os 23 do jovem norte-americano, de 23 anos.

"Neste tipo de condições, servir bem é fundamental. Em 15 anos a jogar aqui, o court nunca esteve tão rápido. Não sei o que fizeram, não sei qual a razão, mas o court está a ficar cada vez mais rápido. É preciso servir bem senão é difícil ganhar encontros", apontou.

O detentor de 17 títulos do Grand Slam vai agora medir forças com o igualmente jovem norte-americano Taylor Fritz (31.º ATP), de 23 anos, que ultrapassou o compatriota Reilly Opelka num renhido duelo que só ficou decidido em cinco sets, por 4-6, 7- 6 (8-6), 6-7 (4-7), 7-6 (7-5) e 6-2, ao cabo de quatro horas e sete minutos.

Tarefa bem mais fácil teve o austríaco Dominic Thiem, terceiro classificado da hierarquia mundial, para afastar o alemão Dominik Koepfer (70.º) em três rápidas partidas, com os parciais de 6-4, 6-0 e 6-2, em uma hora e 39 minutos.

Garantido o triunfo num embate sem história, Thiem, vice-campeão em Melbourne há um ano e campeão do Open dos Estados Unidos, terá pela frente na terceira jornada o australiano Nick Kyrgios, após o renhido desafio deste com o francês Ugo Humbert, discutido em cinco sets, por 5-7, 6-4, 3-6, 7-6 (7-2) e 6-4.

Já depois do suíço Stanislas Wawrinka (18.º), o campeão do Open da Austrália de 2014 que eliminou o português Pedro Sousa na ronda inaugural, proporcionar a surpresa do dia no quadro masculino, ao ceder ante o húngaro Marton Fucsovics (55.º), por 7-5, 6-1, 4-6, 2-6 e 7-6 (11-9), após dispor de três match points, foi a vez do alemão Alexander Zverev confirmar o seu favoritismo diante de Maxime Cressy.

O vice-campeão do Open dos Estados Unidos e semifinalista do major dos Antípodas, que figura no sétimo lugar do ranking ATP, bateu o qualifier norte-americano (172.º) em três sets, por 7-5, 6-4 e 6-3, e marcou encontro com o francês Adrian Mannarino (36.º), após o triunfo deste ante o sérvio Miomir Kecmanovic, pelos parciais de 6-1, 6-2 e 6-4.

Na competição feminina, enquanto a norte-americana Serena Williams, sete vezes campeã em Melbourne, só cedeu três jogos na vitória contra a sérvia Nina Stojanovic (6-3 e 6-0), a romena Simona Halep sofreu diante da australiana Ajla Tomljanovic para garantir a continuidade em prova.

Depois de ceder o set inaugural, a número dois da hierarquia WTA, detentora de dois títulos do Grand Slam (Roland Garros de 2018 e Wimbedon de 2019), viu-se obrigada a disputar três parciais para derrotar a jogadora da casa (72.ª WTA), por 4-6, 6-4 e 7-5, em duas horas e 34 minutos e após recuperar de uma desvantagem de 2-5 no último set.

A japonesa Naomi Osaka (3.ª WTA), campeã do Open da Austrália em 2019, por sua vez, superou sem dificuldade a francesa Caroline Garcia (43.ª), por 6-2 e 6-3, numa jornada em que a checa Petra Kvitova (8.ª) perdeu frente à romena Sorana Cirstea, por 6-4, 1-6 e 6-1, e a canadiana Bianca Andreescu (9.ª), a competir pela primeira vez desde outubro de 2019, foi derrotada por Su-Wei Hsieh, da China Taipé, pelos parciais de 6-3 e 6-2.

Ao contrário da espanhola e vice-campeã Garbiñe Muguruza (14.ª), que ultrapassou a russa Liudmila Samsonova, por 6-3 e 6-1, a norte-americana Venus Williams, de 40 anos, despediu-se de Melbourne diante da qualifier italiana Sara Errani, com os parciais de 6-1 e 6-2, após ter entrado em 'court' com problemas no joelho esquerdo e ter torcido o tornozelo esquerdo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG