Defesa Konan queixa-se de insultos racistas

O defesa-esquerdo vimaranense lamentou esta segunda-feira, na rede social Instagram, os insultos racistas que recebeu em algumas mensagens, após a derrota ante o Boavista (1-0), para a 22.ª jornada da I Liga.

"Eu sei que é minha culpa termos perdido três pontos. Peço desculpa, mas digam aos que me enviam a mensagem dizendo que sou um negro sujo, para pararem com isso. Defenderei uma e outra vez, vou cometer erros, mas vou defender até deixar o clube", lê-se na nota publicada, e entretanto apagada, pelo jogador costa-marfinense, de 22 anos.

O defesa crê que a falha de marcação a Fábio Espinho, autor do único golo (58 minutos) no encontro de domingo, no Estádio do Bessa, que permitiu aos axadrezados subirem ao sexto lugar do campeonato, com 30 pontos, e ultrapassarem os vitorianos, oitavos, com 29, esteve na origem da mensagem.

O colega de equipa e de setor, Pedro Henrique, já reagiu à situação, também na rede social Instagram, classificando de "absurda" e "inaceitável" a abordagem a Konan e reiterando que o "racismo, antes de ser crime, é uma enorme falta de respeito".

"Aqui somos todos iguais, independentemente da cor, raça, classe. Merecemos respeito. A cor da pele não define quem somos, mas nossas atitudes sim", frisou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG