Cubs são campeões e acabam com maldição de 108 anos

Equipa de Chicago ganhou a World Series e terminou com jejum de mais de um século que até envolveu uma praga com um bode

Os Chicago Cubs acabaram com aquela que era considerada a maior maldição do desporto dos Estados Unidos, ao conquistarem na madrugada de ontem a World Series de basebol, colocando um ponto final a um jejum de... 108 anos. Na final, a equipa de Chicago bateu os Cleveland Indians. A festa rebentou na cidade e até Barack Obama colocou uma mensagem no Twitter a convidar os Cubs para serem recebidos na Casa Branca.

O jejum de títulos durava há 108 anos, mas foi a partir de outubro de 1945 que a maldição ganhou novos contornos. Billy Sianis, um confesso adepto da equipa, foi impedido de entrar no estádio com o seu animal de estimação, o bode Murphy, alegadamente pelo mau cheiro do animal. "Eles não vão voltar a ganhar até que deixem o meu bode entrar", terá dito Billy, em jeito de praga. O episódio ficou de tal forma enraizado na cultura popular dos Estados Unidos que até foi tema numa passagem do filme Regresso ao Futuro II, na qual era vaticinado que os Cubs voltariam a ser campeões em 2015.

Invariavelmente, sempre que a equipa falhava nos momentos decisivos (e foram muitos), a maldição lançada por Billy Sianis era tema frequente nas conversas entre adeptos, chegando ao ponto de se ter criado uma espécie de slogan: "Let the goat in [deixem o bode entrar]."

Em 1973 foi feita uma tentativa para acabar com o mau olhado. Sam Sianis, sobrinho de Billy, levou para o estádio um bode descendente de Murphy para dar uma volta ao relvado. Mas a maldição manteve-se. Onze anos depois, nova tentativa, no jogo inaugural da época, novamente com o sobrinho acompanhado de outro bode. A tem- porada parecia correr bem, mas na final os Cubs voltaram a perder.

O feito dos Cubs foi celebrado um pouco por todos os Estados Unidos. Além de Barack Obama, também Guardar e FecharMichelle Obama disse estar "incrivelmente orgulhosa" pelo título conquistado. Hillary Clinton também não deixou passar o momento em branco: "Conseguiram! 108 anos depois a seca terminou e fizeram história." Até o Empire State Building homenageou os novos campeões, com os últimos andares iluminados a vermelho e branco, as cores da equipa.

As redes sociais encheram-se de mensagens e fotografias e vídeos alusivos ao momento. Um deles, colocado no site oficial da Major League, tornou-se viral, em que se pode ver um adepto de 81 anos a celebrar efusivamente a vitória com a seguinte mensagem colocada pelo sobrinho: "Quando o teu avô de 81 anos esperou uma vida inteira por este momento."

Com a vitória dos Cubs, o maior jejum de anos sem títulos no basebol americano passa a ficar na pose dos Arizona Cardinals, que não são campeões desde 1947. Logo a seguir aparecem os Cleveland Indians, há 68 anos sem festejar.

Outras maldições

A maldição do bode Billy não é um caso único no basebol. Em 1918, Bambino Babe Ruth rogou uma praga aos Boston Red Sox quando o transferiram para os New York Yankees, dizendo na altura que a sua anterior equipa não voltaria a vencer um título. E a verdade é que os Red Sox tiveram de esperar 86 anos para voltar a celebrar.

O Benfica também ainda hoje tem uma história idêntica, a célebre maldição lançada por Béla Guttmann. O treinador que conquistou as duas Taças dos Campeões Europeus (1961 e 1962) rogou uma praga ao clube quando os responsáveis do Benfica se recusaram a dar-lhe um aumento salarial, que originou a sua saída. "Nem daqui a cem anos uma equipa portuguesa será bicampeã europeia e o Benfica jamais ganhará uma Taça dos Campeões sem mim", disse na altura o técnico húngaro.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG