Mundial da Alemanha sob suspeita. FIFA abre investigação

Beckenbauer e mais cinco elementos da federação alemã alvos da investigação

As suspeitas de que a candidatura da Alemanha ao Mundial 2006 foi ganha de forma pouco clara deram início a um inquérito na FIFA. E levou o Comité de Ética da FIFA a avançar com a investigação formal, esta terça-feira, para esclarecer e apurar alguns factos do relatório preliminar.

Há suspeitas de que a Alemanha comprou votos para poder organizar o Campeonato do Mundo. O caso aconteceu em 2000, quando o presidente da Adidas, na altura Robert Louis-Dreyfus, colocou cerca de 13 milhões de francos (mais de seis milhões e meio de euros) numa alegada conta do comité de candidatura, do qual fazia parte Franz Beckenbauer, uma das maiores lendas do futebol alemão, e Wolfgang Niersbach, atual presidente da Federação Alemã de Futebol.

Além de Beckenbauer e Wolfgang Niersbach, também são alvos da investigação os diretores da federação alemã Helmut Sandrock, Theo Zwanziger, Horst R. Schmidt e Stefan Hans.

Na semana passada, depois de saber que estava a ser investigado, Franz Beckenbauer decidiu encerrar seu contrato com a TV Sky da Alemanha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG