COI retira medalhas olímpicas a mais três atletas por doping

O lutador uzbeque Artur Taymanzov vai ter que entregar o ouro alcançado na China, o ucraniano Vasyl Fedoryshyn vai ficar sem a medalha de prata e a russa Svetlana Tzarukaeva vai ter que devolver a prata

Os dois primeiros classificados da prova de luta livre dos Jogos Olímpicos Pequim2008 vão ter que devolver as medalhas conquistadas, por doping, assim como a segunda posicionada no halterofilismo em Londres2012, anunciou esta quarta-feira o Comité Olímpico Internacional (COI).

O lutador uzbeque Artur Taymanzov vai ter que entregar o ouro alcançado na China e o ucraniano Vasyl Fedoryshyn vai ficar sem a medalha de prata, os dois na sequência da reavaliação das amostras recolhidas na época, que acusaram consumo de substâncias dopantes.

Pela mesma razão, a russa Svetlana Tzarukaeva vai ter que devolver a prata conquistada na capital inglesa em 2012, na competição feminina de halterofilismo.

O COI já reanalisou 1.545 amostras referentes aos Jogos Pequim2008 e Londres2012, utilizando métodos científicos que não estavam disponíveis na altura em que amostras foram recolhidas.

Outras Notícias