Carlos Sainz Jr. ganha corrida louca em Silverstone

Piloto da Ferrari saiu da pole position e resistiu a vários ataques de Leclerc, Perez e Hamilton nas últimas dez voltas para conquistar a primeira vitória num Grande Prémio. Mick Schumacher conquistou os primeiros pontos na F1.

Carlos Sainz Jr. (Ferrari) venceu hoje o Grande Prémio da Grã-Bretanha, conquistando assim o primeiro triunfo na Fórmula 1, em Silverstone, a 10.ª prova do campeonato mundial. Nove anos depois, o hino espanhol voltou a ouvir-se num pódio de F1. Desde o triunfo de Fernando Alonso (que hoje terminou num espetacular 5.º lugar) em 2013 que tal não acontecia. Já Mick Schumacher foi 8.º e conquistou os primeiros pontos na F1, depois de 31 etapas sem terminar entre os dez primeiros.

Sainz partiu da pole position pela primeira vez e somou o primeiro triunfo ao concluir as 52 voltas ao circuito britânico com uma vantagem de 3,779 segundos sobre o mexicano Sergio Pérez (Red Bull) e 6,225 sobre o britânico Lewis Hamilton (Mercedes), sete vezes campeão do mundo, segundo e terceiro classificados, respetivamente. O britânico subiu ao pódio pela 13.ª vez em Silverstone, batendo o recorde de mais pódios conquistados na mesma pista.

A dez voltas do final, o francês Esteban Ocon (Alpine) teve de parar na reta da meta devido a uma avaria, obrigando à entrada do safety car. E aqui mudou tudo e mais uma vez a estratégia da Ferrari foi muito questionada. Várias equipas aproveitaram para fazer entrar nas boxes os seus pilotos para trocar para pneus macios mas a Ferrari optou por deixar Leclerc em pista com pneus duros, enquanto Sainz e Hamilton pararam.

Quando regressou à pista na segunda posição, a equipa pediu a Sainz para deixar uma distância de 10 carros de distância para o líder. "Por favor, não inventem", pediu o espanhol, que ficaria à mercê dos ataques de Hamilton. Sainz não respeitou a indicação e atacou mesmo Leclerc, ganhando vantagem por ter pneus macios mais recentes, reconquistando a liderança que já tinha sido sua.

O campeão em título, Max Verstappen (Red Bull), não foi além do sétimo lugar, mas manteve a liderança da classificação de pilotos, com 181 pontos, mais 34 do que Pérez e mais 43 do que o monegasco Charles Leclerc (Ferrari), que terminou a corrida de hoje no quarto posto.

O Grande Prémo da Grã-Bretanha esteve interrompido durante praticamente uma hora, devido a dois acidentes ocorridos na primeira curva, envolvendo vários pilotos, entre os quais o chinês Guanyu Zhou (Alfa Romeo), protagonista do incidente mais aparatoso, e o tailandês Alexander Albon (Williams), sem que tivessem sofrido lesões graves.

A próxima corrida vai ser o Grande Prémio da Áustria, 11.ª etapa do Mundial, a disputar no dia 10 de julho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG