Carlos Freitas já não é diretor desportivo do Metz

Português pediu a demissão depois de ajudar o clube a subir de divisão.

Carlos Freitas abandonou o Metz. Em entrevista à France Football, o português garantiu que sai de consciência tranquila depois de ter contribuído para a subida de divisão: "Os principais objetivos que tinha traçado foram atingidos: conseguimos subir de divisão e valorizar jogadores. Por isso parto com o sentimento de dever cumprido."

A decisão de sair já tinha sido tomada há algum tempo. "Segunda-feira apresentei a minha demissão ao presidente Bernard Serin e ele aceitou-a. Esta decisão tinha sido tomada entre nós dois já há dois meses. Foi antes da derrota com o Auxerre, a 8 de abril", explicou Freitas.

O ex-diretor desportivo do Sporting chegou ao Metz no início desta época, para ajudar o clube a subir da II Liga à Liga Francesa e conseguiu-o, com a ajuda de vários jogadores portugueses: Nuno Reis, André Santos, Candeias, Tiago Gomes e Amido Baldé.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG