Rui Gomes da Silva ataca Rui Costa: "Nunca sairá da zona de conforto"

O antigo dirigente do Benfica lamenta silêncio do diretor desportivo e ataca vices-presidentes do clube por serem "os mais calados do mundo"

Rui Gomes da Silva, ex-vice-presidente do Benfica, não poupa esta segunda-feira Rui Costa, administrador da SAD, pelo facto de não vir a público desmentir ou confirmar as notícias sobre a eventual possibilidade de apresentar a sua demissão.

No artigo que escreveu no blog NovaGeração Benfica, o antigo dirigente não poupou nas palavras:

"Ao ler a notícia de sábado, num dos jornais desportivos, pensei que não sendo verdade (Rui Costa nunca sairá da zona de conforto onde se encontra porque, independentemente do que faça ou não faça pode dar sempre a ideia de que tudo o que há de bom tem o seu dedo e tudo o que há de mau foi feito sem ter em conta a sua opinião), a única reação admissível era o designado diretor desportivo do Benfica vir dar a cara e demonstrar-se solidário com tudo", começou por escrever, lembrando que foi o diretor de comunicação, Luís Bernardo, a "dar uma... não notícia" sobre este assunto.

"Luís Bernardo pode ter muitos defeitos, mas sabe, de outros tempos, que se um jornal dá a notícia de saída de um Ministro, só há uma maneira de estancar o boato: por o Ministro a dizer, de viva voz, que a notícia é falsa. Desde que foi castigado em Arouca, a única vez que ouvi falar de Rui Costa foi quando deu uma entrevista onde reafirmava a sua ideia de um dia ser presidente do Benfica e considerava Jorge Mendes uma mais-valia para o Benfica", acrescentou.

Também os atuais vice-presidentes do clube não escaparam às críticas de Rui Gomes da Silva, classificando-os de "os mais calados do mundo".

"Se não for para falar e defender o Benfica, quando o clube está a ser atacado como nunca foi, em toda a sua história, para que servem os vice-presidentes da direcção? O que estranho é que ninguém dê a cara, a não ser o diretor de comunicação (por dever de função) em temas tão importantes como os e-mails (já agora, a culpa da "permeabilidade" da estrutura informática morre solteira sem que ninguém dentro do Benfica seja tecnicamente responsável por ela?), sobre as relações com a Liga, sobre todos os temas e sobre os sucessivos ataques que temos sofrido! Ou seja, são como os táxis: nunca aparecem quando são precisos. Ou será que, sendo precisos, não querem aparecer?", sublinhou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG