Nova dupla de ataque já garante triunfos à águia

Jonas e Seferovic foram os autores dos golos frente ao Neuchatel, num jogo em que Diogo Gonçalves também se destacou

O Benfica entrou com o pé direito nos jogos da pré-temporada, ao vencer (2-0) o primeiro jogo de preparação, diante dos suíços do Neuchatel Xamax, numa partida da primeira jornada da Uhren Cup, e onde a equipa já apresentou um bom ritmo competitivo.

Aos 20 minutos, os encarnados já tinham decidido o jogo. Com uma entrada muito forte, Jonas, de grande penalidade (4"), e Seferovic (19") numa combinação com o colega de ataque, fizeram os primeiros e únicos golos da noite. Mas mais do que os golos, Rui Vitória terá gostado certamente mais do bom nível físico e competitivo que a equipa demonstrou, sobretudo durante a primeira hora de jogo.

Mesmo com reforços no onze, o Benfica revelou já um bom entrosamento entre todos os setores, ainda que o adversário também não tenha criado grandes situações de golo e perigo durante os 90 minutos.

Em especial destaque esteve o ataque. Rui Vitória testou a dupla Jonas-Seferovic, mas também o jovem Diogo Gonçalves, encostado mais à direita, deixou bons apontamentos, sobretudo em lances de combinação com a dupla avançada. Aliás, foi o jovem de 19 anos que realizou um passe em balão para Jonas, aos 4", com o brasileiro a ser derrubado dentro da área. Na conversão, o brasileiro não perdoou.

Mesmo a ganhar por 1-0, logo no início do jogo, as águias nunca tiraram o pé do acelerador, e demonstravam total domínio sobre o Neuchatel. Rui Vitória pedia pressão alta logo na defesa suíça e isso criou muitas dificuldades aos helvéticos, que só por poucas vezes conseguiram passar do seu meio-campo durante o primeiro tempo.

Ninguém estranhou assim que o Benfica chegasse ao 2-0, num lance em que Jonas isolou Seferovic na área e este só teve de chutar sem oposição para carimbar a vitória.

Jogava bem o Benfica, os adeptos gostavam, e até Rui Vitória aplaudia do banco a dinâmica do meio-campo para a frente, dado que no setor mais recuado foram raras as vezes em que os suíços colocaram em perigo a baliza defendida por Júlio César durante a primeira parte.

A vencer e sem oposição dos suíços, Rui Vitória optou por fazer alterações para o segundo tempo. Os encarnados ainda mostraram bom futebol até aos 60 minutos, com algumas ocasiões desperdiçadas, mas a partir daí com muita gente nova em campo (só Hermes não foi substituído) a equipa perdeu-se um pouco.

Era tudo feito mais a nível individual e aí destacou-se o internacional português Rafa, mostrando-se bastante irreverente. O extremo, aliás, até inventou um golo para Arango, aos 81", mas este quase sem oposição atirou ao lado já perto da pequena área.

Os encarnados voltam a entrar em campo amanhã para disputar a segunda jornada da Uhren Cup, desta feita diante do Young Boys, também da Suíça.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG