Jonas atinge os 100 jogos como um dos melhores goleadores de sempre

O jogo de terça-feira com o Estoril para a Taça de Portugal será especial para o brasileiro. É o sexto com mais golos no centenário

Jonas entra na terça-feira, frente ao Estoril para a Taça de Portugal, na galeria de jogadores do Benfica com cem jogos oficiais disputados. Uma marca alcançada em três temporadas e que só não chegou mais cedo devido a uma lesão que lhe tirou a possibilidade de competir na primeira metade desta temporada.

Aos 32 anos, o avançado brasileiro entra para a história do Benfica como um dos que mais golos marcaram na primeira centena de partidas de águia ao peito. É que, quando lhe falta um jogo para alcançar essa marca, contabiliza 76 golos, podendo tornar-se o quinto mais concretizador de sempre nos primeiros cem jogos pelo clube. Jonas precisa de marcar um golo ao Estoril para igualar o mítico Rogério Pipi, que marcou por 77 vezes nas décadas de 1940 e 50, numa contabilidade em que não foi levado em conta os jogos do Campeonato Regional de Lisboa por não se tratar de uma prova nacional.

Ou seja, desde a época 1971-72 que um jogador do Benfica não tinha tantos golos marcados à passagem do cem jogo oficial pelo clube. No caso, foi Artur Jorge que atingiu os 83 remates certeiros.

Jonas chegou ao Benfica em setembro de 2014, numa altura em que estava sem clube, depois de ter rescindido contrato com o Valência. E poucos seriam aqueles que pensariam que o internacional brasileiro iria ter um papel tão relevante na história do clube. Logo na estreia deu um sinal daquilo que iria ser o seu percurso, marcando um golo frente ao Arouca, no Estádio da Luz, a contar para a 7.ª jornada do campeonato de 2014-15. Foi o início de um percurso em que a principal vítima foi o Nacional, ao qual marcou nove golos até ao momento, seguindo-se Moreirense com sete golos do brasileiro, Marítimo e Belenenses que provaram seis vezes do veneno de Jonas.

Em três temporadas ao serviço do Benfica, o avançado bisou em 18 dos 99 jogos que realizou até ao momento, tendo ainda feito hat trick em duas partidas. Aliás, Jonas é o terceiro jogador estrangeiro com mais golos em termos absolutos, estando apenas o paraguaio Oscar Cardozo, com 172 golos em 293 partidas, e o sueco Mats Magnusson, com 87 remates certeiros em 165 jogos, à sua frente. Ou seja, o segundo lugar deste ranking está perfeitamente ao alcance do brasileiro, que está a onze golos desse posto. Se tivermos em conta que Jonas ainda tem mais um ano e meio de contrato com o Benfica - e já se fala numa renovação -, é fácil prever que estará para breve a ultrapassagem ao goleador sueco, que brilhou de águia ao peito na década de 1980.

Semedo é o rei das assistências

Outro jogador que está em destaque na equipa de Rui Vitória é o defesa direito Nélson Semedo, que na sexta-feira, na vitória (3-1) do Benfica perante o Desp. Chaves, fez duas assistências para golos da sua equipa, aumentando para seis os seus passes decisivos na Liga.

O lateral de 23 anos é, neste momento, o líder das assistências do Benfica na Liga, superando as cinco de Pizzi e as quatro de Salvio. Curiosamente, o último defesa com mais passes para golo no Benfica em jogos do campeonato foi Maxi Pereira, que concluiu a época 2014-15 com sete, pelo que Nélson Semedo está apenas a uma de igualar o uruguaio que agora representa o FC Porto.

Nélson Semedo vai entretanto cumprir castigo no jogo do próximo sábado (20.30 horas) em Santa Maria da Feira, com o Feirense, a contar para a 24.ª jornada da Liga, mas deve estar no onze de Rui Vitória na terça-feira diante do Estoril para a Taça de Portugal.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG