Jonas tem a época em risco devido ao problema nas costas

O brasileiro, melhor marcador do campeonato, falhou os últimos três jogos e continua a fazer tratamento a uma lombalgia.

Aquilo que parecia apenas uma ligeira dor de costas sentida no aquecimento do jogo com o V. Setúbal, no Estádio do Bonfim, pode tornar-se um impedimento para Jonas para o resto da temporada. Com os últimos três jogos a serem disputados nos próximos 19 dias, o goleador do Benfica tem pouca margem para voltar a ser opção para o treinador Rui Vitória, uma vez que o jogador não tem apresentado melhorias substanciais em relação à lombalgia que o tem afetado.

Jonas tem assim o resto da época em risco, sendo imprevisível a sua recuperação em tempo útil. O avançado brasileiro chegou a ser convocado para o jogo com o FC Porto, numa altura em que havia uma ténue esperança na sua disponibilidade para aquele que era considerado o jogo do título, mas, na véspera do confronto com o Estoril, o técnico encarnado avisou logo que não iria estar presente, até porque passou a semana sem se treinar.

Para já, a presença de Jonas no jogo de sábado com o Tondela, no Estádio da Luz, da 32.ª jornada da Liga, só será possível se houver uma recuperação extraordinária, algo que não se apresenta fácil nesta altura e, tendo em conta os 19 dias que faltam para o final da temporada, o cenário não é animador para o goleador do Benfica.

Esta é a segunda maior paragem de Jonas desde que chegou ao Benfica. No início da época passada falhou 21 jogos devido a uma intervenção cirúrgica ao tornozelo direito, tendo na sequência da operação contraído uma infeção hospitalar, que o obrigou a uma paragem de quase quatro meses. Regressou apenas em meados de dezembro, ainda a tempo de ajudar o Benfica a sagrar-se tetracampeão nacional, com 13 golos marcados, o pior registo desde que chegou a Portugal, em setembro de 2014, após ter rescindido contrato com o Valência.

Bas Dost a sete golos de distância

Esta lesão de Jonas surge após ter chegado aos 33 golos, igualando o registo do sueco Mats Magnusson (1988-89), como jogador estrangeiro com mais golos numa só temporada. Assim, se não recuperar a tempo de voltar a ser opção, não conseguirá superar essa marca e ficará dependente daquilo que fará o holandês Bas Dost, do Sporting, nas últimas três jornadas para saber se será o melhor marcador do campeonato.

Neste momento, Bas Dost tem menos sete golos marcados do que Jonas, não tendo por isso tarefa fácil para superar o brasileiro do Benfica, sobretudo tendo em conta os jogos que terá pela frente: Portimonense e Marítimo fora de casa e a receção aos encarnados dentro de duas semanas.

É preciso ter em conta que se os dois jogadores terminarem a prova com os mesmos golos, o desempate é feito através do tempo de utilização e, nesse sentido, se não voltar a jogar, Jonas levará vantagem, pois soma 2383 minutos, contra os 2321 minutos do holandês, que na próxima partida, no sábado em Portimão, já deverá superar o número de minutos do brasileiro.