"Contrato a 10 anos é sempre uma estratégia de risco"

Domingos Soares Oliveira, administrador da Benfica SAD, falou ao canal do clube sobre o vínculo com a NOS para a venda dos direitos televisivos

Domingos Soares de Oliveira, administrador da SAD do Benfica falou nesta quinta-feira sobre o negócio que os encarnados fizeram com a NOS no que diz respeito à venda dos direitos televisivos para os próximos dez anos que vai permitir ao bicampeão nacional de futebol encaixar 400 milhões de euros.

"É sempre uma estratégia de risco fazer um contrato a 10 anos, também a tivemos quando fizemos o anterior contrato mas eu diria que em 2003 foi o acordo possível. Se pensarmos um pouco como é que o mercado vai evoluir especialmente em termos de conteúdos, tenho dúvidas que em termos de concorrência o mercado se mantenha no futuro como é hoje. O Benfica aproveitou o momento e foi isso que fizemos",disse.

Em seguida, Soares Oliveira explicou por que razão o Benfica resolveu transmitir os jogos da sua equipa profissional de futebol no canal do clube. "Fez parte da estratégia mostrar aos operadores televisivos o nosso valor. Quando em 2003, foi assinado o primeiro contrato de sete milhões de euros, foi o contrato possível. Eu nunca critico as decisões tomadas no passado. Esse contrato foi assinado por um período de 10 anos e sempre referimos, quando esse contrato chegasse ao fim que queríamos que o valor chegasse aos 40 milhões de euros. Não conseguimos obter uma proposta que nos satisfizesse e decidimos correr o risco de ter os direitos dos jogos na Benfica TV. O facto é que os números mostram-nos que a estratégia seguida foi correta apesar de ser de risco como muitas das estratégias que seguimos até aqui".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG