Exclusivo Benfica regressa com novo treinador e Champions como primeiro objetivo do ano zero de Rui Costa

Com o primeiro jogo oficial marcado para o início de agosto, o novo treinador Roger Schmidt ainda tem o plantel por definir. Com cinco reforços garantidos, o alemão tem como principal desafio criar um coletivo "forte", segundo o ex-jogador Pedro Henriques, que alerta ainda para os problemas no meio-campo.

A bola só começa a rolar na segunda-feira mas o Benfica é o primeiro dos três grandes a dar o pontapé de saída para a nova temporada, com a realização dos testes médicos durante este sábado, depois da chegada do técnico alemão Roger Schmidt e da sua equipa técnica. Depois de três anos de fracassos que culminaram uma década bem sucedida, o clube da Luz vai enfrentar a nova época como uma espécie de "ano zero": será a primeira planeada de raiz pela direção liderada por Rui Costa (eleito em outubro) e marca uma mudança em relação aos anos recentes, desde logo pela aposta num técnico estrangeiro, algo que não se via na Luz desde 2009, quando o espanhol Quique Flores saiu para entrar Jorge Jesus.

Schmidt tem logo um objetivo claro, imediato e muito, muito importante: qualificar o Benfica para a fase de grupos da Liga dos Campeões, sendo que para isso tem de passar pela pré-eliminatória (sorteio dia 18 de julho) e pelo playoff. Tem ainda outra meta, mais longínqua, a de reconquistar a Liga que lhe escapa há três anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG