Árbitros de futebol vão deixar de ter conta nas redes sociais

Decisão foi tomada em reunião dos juízes com o Conselho de Arbitragem

Os árbitros do primeiro escalão do futebol vão deixar as redes sociais, por decisão dos juízes numa reunião com o Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), confirmou hoje à Lusa fonte do setor.

A mesma fonte explicou que apenas uma minoria dos árbitros dos campeonatos profissionais estava presente 'online' e que esta sugestão foi bem acolhida pelos juízes, acrescentando que deverá ser alargada à totalidade dos quadros nacionais.

Além do escrutínio público, as contas pessoais dos árbitros nas redes sociais, em particular no Facebook, já serviram para que fossem feitas ameaças.

Contactado pela Lusa, o presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), Luciano Gonçalves, disse que a estrutura concorda com esta decisão, por salvaguardar os árbitros e elimina focos de instabilidade.

Exclusivos