Manuel Duarte, um dos "magriços", morre aos 77 anos

O funeral de Manuel Duarte está marcado para as 16:00 de sábado, na igreja matriz de Fafe.

O antigo avançado Manuel Duarte, um dos convocados da seleção portuguesa de futebol para o Mundial de 1966, em Inglaterra, morreu hoje, aos 77 anos, adiantou à Lusa fonte da família.

Radicado desde 1972 em Fafe, concelho do distrito de Braga, o 'magriço', internacional em dois jogos de preparação para o mundial, mas sem qualquer minuto no torneio em que a equipa das 'quinas' foi terceira classificada, padecia de "uma débil condição de saúde que se deteriorou nos últimos dias", acrescentou a mesma fonte.

Natural de Vale de Azares, localidade do concelho de Celorico da Beira, no distrito da Guarda, Manuel Duarte 'despontou' para o futebol na Académica, clube pelo qual se estreou no principal campeonato português com 17 anos, na temporada 1962/63.

O dianteiro rumou ao Leixões em 1964 e, nas duas épocas ao serviço do emblema de Matosinhos, apontou 14 golos em 38 partidas, tendo assegurado as chamadas à seleção portuguesa no final do segundo ano, no verão de 1966.

Manuel Duarte transferiu-se para o Sporting na época 1966/67, em que apontou 11 golos em 21 jogos, antes de perder 'espaço' na temporada seguinte e de se ficar pelo registo de dois golos em 14 partidas até ao final da temporada 1969/70.

O avançado representou o FC Porto em 1970/71, tendo cumprido dois jogos de 'azul e branco', o Varzim em 1971/72 e a AD Fafe, clube da cidade onde viria a permanecer entre 1972 e 1978.

Pai de Jorge Duarte, médio que representou Fafe, Tirsense, Desportivo das Aves, Vitória de Guimarães, Moreirense e Leixões, o antigo ponta de lança foi treinador após terminar a carreira de futebolista.

O funeral de Manuel Duarte está marcado para as 16:00 de sábado, na igreja matriz de Fafe.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG