Trabalho em Portugal: Horas extra por pagar, burnout e assédio

Mais de metade dos trabalhadores portugueses (64%) não recebe pelas horas extra e quase um terço está em risco de esgotamento (‘burnout’), revelou um estudo da Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco) divulgado esta quinta-feira, 25 de outubro. “O trabalho suplementar tem de ser pago com acréscimo face ao realizado em horário normal: mais 25% na primeira hora e mais 37,5% nas seguintes em dias úteis. Em dias de descanso e feriados, cada hora vale mais 50%”, explicou a Deco na publicação Dinheiro & Direitos. Segundo o inquérito sobre a satisfação com o emprego levado a cabo pela […]

Para saber mais clique aqui: www.delas.pt

Exclusivos