"Ser mulher pesou na forma desrespeitosa como fui tratada por alguns"

A ex-ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, considera que o facto de ser mulher influenciou a forma como foi tratada durante a tragédia dos incêndios de junho e outubro de 2017, que acabaram por levar à sua demissão. "Senti que se tivesse sido um homem a passar pelas mesmas circunstâncias talvez tivesse merecido mais respeito. Acredito que ser mulher pesou na forma por vezes desrespeitosa, deselegante e malcriada como fui tratada por alguns", afirma numa entrevista publicada, este domingo, 7 de janeiro, na revista Noticias Magazine.

Para saber mais clique aqui: www.delas.pt

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG