Duas investigadoras portuguesas vencem bolsas do Conselho Europeu de Investigação

Duas investigadoras portuguesas estão entre os 291 vencedores do concurso de Bolsas de Consolidação de 2018, do Conselho Europeu de Investigação. Marta Moita, investigadora da Fundação Champalimaud, venceu com o projeto A-FRO, na área das neurociências comportamentais, e Maria de Lurdes Rosa, da Universidade Nova de Lisboa, com o projeto VINCULUM, na área da história e antropologia pré-modernas, foram as vencedoras portuguesas, num lote de quatro investigadores nacionais premiados. Aos projetos das duas investigadoras somam-se METAmorphoses, de António Ambrósio (Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia), e ProteoNE_dynamics, de Pedro Carvalho (Universidade de Oxford, Reino Unido). Selecionados entre 2.389 candidatos, os investigadores […]

Para saber mais clique aqui: www.delas.pt

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG