Disparidade salarial e prémios marcam Mundial de Futebol Feminino

Em março de 2017, a seleção sueca trazia, ao Algarve e ao Algarve Cup, T-shirts com frases de capacitação feminina. Onde estavam os nomes das jogadoras, estavam agora lemas de vida para empoderar mulheres. Esse foi um dos passos a que assistimos em Portugal e de um movimento que começou a ganhar cada vez mais corpo: o de as atletas de futebol feminino reivindicarem igualdade de tratamento face aos homens. Agora, e desde que o Mundial de Futebol Feminino arrancou em França, a 7 de junho, que há – pode dizer-se – dois campeonatos a correr em paralelo: o da […]

Para saber mais clique aqui: www.delas.pt

Mais Notícias