E vão oito. Madonna vai dar mais dois concertos em Lisboa

Estão confirmados dois novos espetáculos da cantora no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.

A cantora norte-americana prepara-se para dar mais dois novos concertos em Lisboa, nos dias 12 e 14 de janeiro no Coliseu dos Recreios.

Madonna junta mais dois concertos aos seis que já estavam agendados para esta sala em Lisboa. Perante tanta procura, a cantora confirmou mais duas datas para o mesmo local.

O mês de janeiro do próximo ano será intenso para a artista cujos primeiros seis espetáculos já estavam esgotados. Dias 12 e 14 de janeiro foram as datas escolhidas para mais um concerto da estrela pop e os bilhetes estarão à venda a 31 de agosto, a partir das 10h00 nas locais habituais.

Os preços das entradas serão entre os 75 e os 300 euros, mais taxas, segundo a página da cantora. A digressão Madame X começa no dia 12 de setembro deste ano no BAM Howard Gilman Opera House em Nova Iorque e passa por cidades como Chicago, Los Angeles, Las Vegas e Boston, antes de chegar a Lisboa no início de 2020.

Novo albúm

"Olá, Portugal. Sou a Madonna e o meu novo álbum, Madame X, foi inspirado em, e é uma carta de amor para ti, Portugal, e para a tua bonita cultura" foram as palavras ditas pela cantora numa mensagem gravada para os fãs portugueses quando lançou o albúm. O novo trabalho da cantora apresenta 15 temas, nos quais Madonna canta em inglês, espanhol e português. Uma das músicas do seu novo albúm foi gravada com a cantora brasileira Anitta e é uma versão do "Faz Gostoso" de Blaya.

A rainha da Pop mudou-se para Lisboa em 2017 e desde então tem-se inspirado na nossa cultura e o resultado é o seu novo disco lançado em junho.

Decidiu mudar-se para o nosso país por causa do filho David Banda, que joga nas camadas jovens no Benfica. "Não fui para Lisboa para fazer um disco, essa era a última coisa que eu tinha em mente. Fui porque o meu filho quer ser jogador profissional de futebol... mas fiquei um pouco deprimida", explicou à MTV em abril.

Madame X nasceu em Lisboa, como Madonna faz questão de referir nas entrevistas que tem dado. "Encontrei lá a minha tribo e um mundo mágico de músicos incríveis que reforçaram a minha crença de que as músicas à volta do mundo estão todas ligadas e são a alma do universo", afirmou no seu site oficial.

À revista Visão , a norte-americana diz que o novo álbum deixa transparecer uma homenagem ao fado, mas também às mornas de Cabo Verde e à música que ouviu na capital portuguesa, muito por "culpa" do músico Dino d'Santiago, um dos artistas com quem Madonna se cruzou em Lisboa. "Sinto-me inspirada por esta melancolia e sentimento da guitarra portuguesa e da morna", revelou.

Madonna conta já com oito concertos para janeiro em Lisboa, cidade onde "encontrou a sua tribo".

Exclusivos