Começou a contagem: faltam 100 dias para o Rock in Rio Lisboa

Três camiões chegaram, esta quinta-feira, ao Parque da Bela para marcar o começo da montagem do festival. Xutos & Pontapés e HMB fazem novamente parte do cartaz do Rock in Rio 2022.

A contagem decrescente para o Rock in Rio Lisboa começou oficialmente. Esta quinta-feira, 10 de março, marcaram os 100 dias que faltam para o Parque da Bela Vista receber, novamente, o público e os músicos no recinto da denominada "cidade do Rock".

Pelas 11h30m, ouviram-se as buzinas dos três camiões a chegaram ao Parque da Bela Vista. Um momento que assinalou o começo das montagens e o regresso do festival.

"Através da música e do entretenimento a gente quis marcar este dia. Acho que é um marco para a indústria. É marco de crença que nos próximos tempos será muito melhor e que o resto que já passou. É o marco de retomada para muitas empresas", afirmou Roberta Medina, vice-presidente do Rock in Rio.

Com a pandemia, novos desafios surgiram, explica a responsável. "Empresas desapareceram e alguns fornecedores ficaram pelo caminho, o Rock in Rio tem em conta a cadeia produtiva e cada fornecedor contratado. Outro grande obstáculo é ainda ultrapassar o enferrujamento depois de dois anos parados". Segundo Roberta Medina, é necessário reaprender e adaptar.

Depois do convite feito há dois anos, os Xutos & Pontapés e os HMB são artistas que fazem novamente parte do cartaz do Rock in Rio 2022. E os dois grupos marcaram presença no primeimro dia das montagens.

"Este festival marca para nós, e acho que para muita gente, o reinício depois de tanto tempo parados. É mesmo uma celebração e estamos mesmo a trabalhar para isso. Para que possamos estar em palco para que as pessoas que estão connosco naquele palco e sintam que a gente estar a dar tudo. Portanto, é uma celebração ao máximo", afirmou o trio.

Depois do concerto em 2018 no Rock in Rio ter superado as expectativas, os HMB querem reproduzir a mesma energia e que o público sinta as suas vibrações durante a atuação, como "um só".

Para os Xutos & Pontapés, com ou sem pandemia subir ao palco do Rock in Rio "é sempre um momento de grande emoção e nervos, mas à frente de uma plateia tudo desaparece".

"Quando for o dia do concerto, deve ser emocionante mais uma vez com toda a carga de saudade e até de carência." disse Tim, o vocalista dos Xutos & Pontapés.

Um brinde com todos os presentes deu início à construção deste festival de verão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG