Cantor e compositor cubano Pablo Milanés morre aos 79 anos em Madrid

Uma das vozes mais reconhecidas da música cubana, Milanés foi o fundador e arquiteto do movimento da Nova Trova Cubana, juntamente com outros artistas.

O cantor e compositor cubano Pablo Milanés morreu na segunda-feira à noite, aos 79 anos, depois de ter sido hospitalizado em Madrid durante mais de uma semana, noticiaram hoje os media oficiais cubanos.

Milanés, uma das vozes mais reconhecidas da música cubana, foi o fundador e arquiteto do movimento da Nova Trova Cubana, juntamente com outros artistas de renome como Silvio Rodríguez e Noel Nicola.

Autor de clássicos como "Yolanda", Milanés lançou mais de 40 álbuns durante a carreira e ganhou, entre outros, o Prémio Nacional de Música de Cuba e o Grammy Latino de Excelência Musical.

O cantor e compositor cubano foi hospitalizado a 12 de novembro em Madrid, devido "aos efeitos de uma série de infeções recorrentes que afetaram o estado de saúde nos últimos três meses", surgidas em resultado "de uma doença hemato-oncológica" de que padecia "há vários anos e que o obrigou a mudar-se para Madrid", de acordo com um comunicado emitido então pela sua agência.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG