2019 foi o ano de "O Rei Leão". É o filme mais visto de sempre em Portugal

O filme de animação da Disney bateu "Avatar" e tornou-se o filme mais visto de sempre nas salas portuguesas. "Variações" lidera este ano nas produções nacionais.

Ainda não sabemos como se portará o novo episódio de Guerra das Estrelas e é provável que Frozen II - O Reino do Gelo continue a acumular espectadores durante as férias de natal, mas há algo que já sabemos: O Rei Leão, filme da Disney que é um remake digital do original de 1994, foi não só o filme mais visto deste ano nas salas de cinema portuguesas como se tornou também o filme mais visto desde que o ICA - Instituto do Cinema e Audiovisual contabiliza as bilheteiras, ou seja, desde 2004.

Com 1,28 milhões de espectadores em sala (1 280 591 para sermos mais precisos), O Rei Leão, realizado por Jon Favreau, bateu o recorde já antigo de Avatar, de James Cameron, que há precisamente 10 anos se tinha tornado no primeiro e até agora único filme a superar a barreira de um milhão de espectadores em Portugal, conseguido levar 1 207 749 pessoas ao cinema.

E eis, agora, mais um motivo para este ano de 2019 entrar para a história do box office nacional. É que se o terceiro lugar do pódio nesta tabela geral é ocupado por mais um filme de animação, Mínimos, de 2015, com menos de 940 mil espectadores, no quarto lugar encontramos nada mais nada menos do que Joker, o filme de Todd Phillips. Protagonizado por Joaquín Phoenix, o filme premiado no Festival de Veneza conseguiu a proeza de ser elogiado pela crítica e amado pelo público. Joker teve quase 895 mil espectadores.

De acordo com os dados provisórios do ICA (que contabilizam os bilhetes vendidos até 25 de dezembro), depois de O Rei Leão e de Joker, o terceiro filme mais visto este ano foi, sem surpresas, Vingadores: Endgame, de Anthony e Joe Russo, com mais de 670 mil espectadores.

Apenas Frozen II - O Reino do Gelo (atualmente no quarto lugar, com mais de 486 mil espectadores) e o recém-estreado Star Wars: Episódio IX - A Ascensão de Skywalker (que numa semana em exibição conseguiu vender quase 140 mil bilhetes) se poderão intrometer nesta contabilidade. Mas será difícil. O mais bem sucedido dos episódios de Guerra das Estrelas foi O Despertar da Força, curiosamente também realizado por J.J. Abrams, que em 2015 levou 587 676 pessoas ao cinema.

Filmes mais visto nos cinemas em Portugal em 2019 (até 25 de dezembro)
1. O Rei Leão
2. Joker
3. Vingadores: Endgame
4. Frozen II - O Reino do Gelo
5. Toy Story 4
6. Homem-Aranha: Longe de Casa
7. Dumbo
8. Aladdin
9. Capitão Marvel
10. Era uma vez em... Hollywood

O sucesso de Variações

No que toca às produções nacionais, Variações, o filme de João Maia que conta a história do músico António Variações (com interpretação de Sérgio Praia) foi, de longe, o campeão de bilheteiras: teve 278 182 espectadores. Isto também o coloca num lugar bastante simpático na tabela geral do ano, o 11º. E na tabela de filmes nacionais mais vistos 2004-2019, Variações posiciona-se no quinto lugar.

Muito longe, com quase 83 mil espectadores, encontramos Snu, de Patrícia Sequeira, que recorda a paixão entre Snu Abecassis e Francisco Sá Carneiro. E no terceiro lugar está o premiado A Herdade, de Tiago Guedes, com mais de 74 mil espectadores.

Mais espectadores nas salas

O que estes números também nos dizem é que 2019 foi um bom ano para as bilheteiras nacionais. Os cinemas portugueses registaram até novembro cerca de 14 milhões de espectadores, o que representa um aumento de 841 mil bilhetes emitidos (6,4%) face ao mesmo período de 2018.

Segundo os dados mensais do ICA, e quando falta contabilizar o mês de dezembro, 2019 regista um saldo positivo tanto em número de espectadores como de receita bruta de bilheteira, com 14 milhões de espectadores e 75,1 milhões de euros. No mesmo período de 2018, os valores tinham ficado em 13,2 milhões de espectadores e 70 milhões de euros de receita bruta.

O ano de 2018 tinha terminado com 14 778 644 bilhetes de cinema vendidos, o que significava uma quebra nas idas ao cinema depois das subidas registadas em 2016 (14,92 milhões de espectadores) e 2017 (15,61 milhões). 2019 será, tudo o indica, um ano de recuperação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG