Primeiro voo espacial tripulado totalmente privado à ISS está marcado para janeiro

A operadora americana Axiom Space espera realizar missões de sete em sete meses. Já são conhecidos os primeiros quatro tripulantes.

O primeiro voo tripulado inteiramente privado para a Estação Espacial Internacional (ISS na sigla inglesa) deverá realizar-se em janeiro de 2022, anunciou esta segunda-feira a empresa operadora norte-americana Axiom Space, que se propõe realizar missões deste tipo de sete em sete meses.

A Axiom Space terá como associada a empresa aeroespacial SpaceX, do magnata Elon Musk, que opera as naves Dragon e os foguetões Falcon 9.

Quatro tripulantes - o empresário de investimentos imobiliários norte-americano Larry Connor, o ex-piloto israelita Eytan Stibbe, o filantropo canadiano Marc Pathy e o antigo astronauta hispano-americano Miguel López-Alegría - seguirão a bordo de uma nave da SpaceX para a ISS, onde permanecerão oito dias em trabalhos científicos e educativos.

A primeira missão tripulada totalmente privada será lançada da base de Cabo Canaveral, da agência espacial norte-americana NASA, que assinou um contrato milionário com a SpaceX para transportar os seus astronautas para a ISS. Os treinos da tripulação do voo Ax-1 deverão iniciar-se na próxima semana.

A Axiom Space assume esta missão como um primeiro passo para o seu projeto de construção da primeira estação espacial comercial, que ficará inicialmente acoplada à ISS.

Antes da Axiom Space, a SpaceX prevê lançar em setembro uma missão inteiramente privada para a órbita terrestre, mas não para a Estação Espacial Internacional, tendo como parceira a empresa Space Adventures.

A ISS já teve sete turistas espaciais, entre 2001 e 2009, que fizeram a viagem a bordo das naves Soyuz, da agência espacial russa Roscosmos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG