Queda de pedaços da Ponte da Arrábida. "É segura", garante IP

O trânsito na marginal ribeirinha do Porto encontra-se cortado a veículos e peões junto à Ponte da Arrábida, devido à queda de "vários pedaços" da estrutura. Apenas "danos superficiais", assegura Infraestruturas de Portugal

A queda de bocados de argamassa na Ponte da Arrábida, no Porto, traduz "danos superficiais" que não afetam a segurança da estrutura, informou esta quarta-feira a empresa responsável pela sua manutenção.

Fonte oficial da Infraestruturas de Portugal (IP) disse ao DN que a reparação da ponte "não é urgente", estando a empresa em "contacto permanente com a autarquia para definir o melhor momento de proceder aos trabalhos.

Esta quarta-feira, a Câmara do Porto encerrou o trânsito nos dois sentidos da marginal da cidade devido aos "vários desprendimentos de argamassa" que revestem a ponte. O trânsito pedonal também foi proibido.

De acordo com a informação disponível na página da Internet da Câmara do Porto, "por precaução, apenas após a intervenção da Infraestruturas de Portugal (IP), dona da ponte, poderá ser reposta a circulação" naquela zona da rua do Ouro.

"Não é um elemento estrutural da ponte" que está em causa, assegura por sua vez a empresa, que deverá avançar para a inspeção e reparação do local a horas de menor tráfego.

Isso decorre da necessidade de colocar na ponte - ocupando duas faixas - um camião com um braço articulado para permitir o acesso à base da ponte. A análise do local irá ainda determinar quanto tempo demorarão as obras, adiantou a IP.

Sem danos em viaturas ou pessoas

Perante os "vários desprendimentos de argamassa" da estrutura, "os serviços de proteção civil da autarquia "atuaram de imediato, captando imagens com um drone e determinando a interdição da via e pedindo a intervenção da IP, responsável pela intervenção daquela obra de arte", acrescenta a Câmara.

"A pronta intervenção dos serviços da Câmara" evitou "eventuais danos em viaturas ou pessoais", concluiu.

A Ponte da Arrábida, Monumento Nacional, é consideradas uma obra de complexa engenharia que deu ao Porto um novo centro na Boavista.

Exclusivos

Premium

Betinho

Betinho: "NBA? Havia campos que tinham baldes para os jogadores vomitarem"

Nasceu em Cabo Verde (a 2 de maio de 1985), país que deixou aos 16 anos para jogar basquetebol no Barreirense. O talento levou-o até bem perto da NBA, mas foi em Espanha, Andorra e Itália que fez carreira antes de regressar ao Benfica para "festejar no fim". Internacional português desde os Sub-20, disse adeus à seleção há apenas uns meses, para se concentrar na carreira. Tem 34 anos e quer jogar mais três ou quatro ao mais alto nível.