Bloco manifesta confiança em Ricardo Robles

Depois dos esclarecimentos do vereador lisboeta, chegou o apoio formal da Comissão Política bloquista. "Legitimidade não sai diminuída"

A Comissão Política do Bloco de Esquerda saiu finalmente em defesa de Ricardo Robbles, esta sexta-feira à noite, reafirmando a sua confiança no vereador bloquista eleito em Lisboa.

Numa breve nota enviada à comunicação social, em cima da meia-noite, o órgão dirigente do BE defende que "a conduta do vereador Ricardo Robles em nada diminui a sua legitimidade na defesa das políticas públicas que tem proposto e continuará a propor", depois do esclarecimento público feito pelo próprio no fim de tarde deste dia.

A nota "sublinha que é falsa a realização de qualquer venda" e defende que "enquanto coproprietário de um imóvel, Ricardo Robles manteve com todos os seus inquilinos uma relação inteiramente correta, assegurando os direitos de todos".

Daí à manifestação de confiança vai uma linha: Robles conta com o apoio da Comissão Política do Bloco de Esquerda. O vereador já tinha dito na conferência de imprensa que fez que tinha prestado todos os esclarecimentos à direção nacional do Bloco sobre o processo.

Ler mais

Exclusivos

Premium

robótica

Quando os robôs ajudam a aprender Estudo do Meio e Matemática

Os robôs chegaram aos jardins-de-infância e salas de aula de todo o país. Seja no âmbito do projeto de robótica do Ministério da Educação, da iniciativa das autarquias ou de outros programas, já há dezenas de milhares de crianças a aprender os fundamentos básicos da programação e do pensamento computacional em Portugal.

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...