Onde é que se pode estacionar grátis em Lisboa?

Conheça as zonas da capital que estão ainda livres de parquímetros. Em algumas não será por muito mais tempo...

É como encontrar uma agulha no palheiro, mas ainda é possível estacionar sem pagar em Lisboa. Uma tarefa difícil e promete não melhorar com a chegada da EMEL às poucas zonas na capital onde não há parquímetro

Telheiras/Lumiar

A zona de Telheiras já não é um oásis no meio do estacionamento pago em Lisboa, uma vez que desde o início deste ano há parquímetros nas ruas Fernando Namora, António Quadros, Jorge Campinos e Georges e Zbyszewski.

Estádio de Alvalade

Por incrível que pareça, na zona envolvente ao Estádio de Alvalade também consegue encontrar lugares para estacionar sem pagar. Não é uma tarefa fácil arranjar um lugar e a situação piora nos dias de jogo. É o caso das ruas Francisco Stromp, José Travassos e Alfredo Trindade. Mas também aqui os dias sem parquímetros estão contados. Em dezembro começam a ser instalados.

Alcântara

A falta de lugares de estacionamento é também um problema em Alcântara, para moradores, comerciantes e para quem quer simplesmente passear no bairro. A rua Luís de Camões é livre de parquímetros e uma boa alternativa. Mas a proximidade com o LX Factory complica, ainda mais, a aventura que pode ser tentar encontrar um lugar para estacionar o carro.

Belém

É uma das zonas mais turísticas da cidade de Lisboa, mas não faltam opções de estacionamento grátis. A rua da Junqueira, quando entra em Belém, tem parquímetro, ou seja, em toda a zona dos jardins de Belém e da Praça do Império, bem como em frente ao Palácio Nacional de Belém. As restantes zonas desta freguesia e o Restelo estão livres de estacionamento pago.

As ruas Dom Lourenço de Almeida, Bartolomeu Dias, dos Jerónimos, Vila Correia, Rua João de Bastos, Calçada Galvão (ao lado do Jardim Botânico Tropical) são algumas das muitas das alternativas para estacionar sem pagar.

Santa Clara

As ruas próximas da estação de Metro da Ameixoeira, na freguesia de Santa Clara, eram opção para quem queria estacionar sem gastar um cêntimo. Agora, a zona tem parquímetros e um parque da EMEL, mesmo ao lado do Metro - o primeiro parque de estacionamento dissuasor de Lisboa.

Mas ainda há alternativas: ruas Fernando Cabral, Alberto Barbosa e Alexandre Ferreira são alguns exemplos.

Olivais

Estacionar sem ter de colocar a moedinha no parquímetro ainda é possível nesta freguesia, mas tal como acontece noutras zonas da cidade, não será por muito tempo. É o que vai acontecer no Bairro da Encarnação - onde muitas pessoas deixam o carro para apanhar o metro ou autocarro para o centro de Lisboa. O plano da EMEL para os Olivais está ainda em fase de avaliação com a junta de freguesia, refere ao DN a empresa municipal.

Certo é que a intervenção da EMEL iniciar-se-á no Bairro da Encarnação, "visto ser a zona em que o estacionamento sofre maior pressão, devido à proximidade do aeroporto".

Continua a ser uma boa opção procurar lugares de estacionamento junto à estação de Metro dos Olivais, onde ainda não se paga, como nas ruas Cidade de Bolama, Cidade de Bissau e Vila de Catió.

Atualizado com dados de Telheiras/Lumiar.

Exclusivos