Cascais quer mais 11 linhas de autocarros no concelho

Cascais vai lançar concurso de 150 milhões para renovar concessão de rede de transportes públicos. Projeto vai ser explicado na tarde desta quinta-feira aos munícipes

Cascais que criar 11 linhas de autocarros no concelho, reestruturar nove, reforçar o horário em dez e manter o serviço atual em seis.

Este é um dos pontos a que os concorrentes à concessão da exploração da rede de transporte rodoviária, que vai ser discutida na assembleia municipal da autarquia no próximo dia 22, terão de responder para conseguir a exploração por um período máximo de dez anos da rede de transportes rodoviários no concelho.

Os projetos da câmara liderada por Carlos Carreiras (eleito pelo PSD) para este concurso internacional vão ser explicados aos munícipes na tarde desta quinta-feira a partir das 16.00, no auditório Jerónimo Martins da Nova School of Business and Economics, em Carcavelos.

No caderno de encargos está previsto um preço base de 150 milhões de euros (s/IVA) para o período total da concessão, prevendo os serviços da autarquia que os autocarros devem percorrer em serviço cerca de sete milhões de quilómetros por ano.

A autarquia impõe que a idade máxima das viaturas será de 12 anos e a média de seis anos e a empresa que vencer o concurso terá de manter a marca "Mobi Cascais" nos autocarros que colocar à disposição da rede.

Já a exploração da publicidade nos autocarros - 79 standard e 17 minibuses - será em exclusivo da câmara que vai abrir este concurso no âmbito das suas competências como autoridade municipal de transportes.

O vencedor deste concurso vai ter de implementar um sistema de informação ao público em tempo real sobre os tempos de espera.

A autarquia quer ver implementado igualmente um sistema de localização, controlo de condução e desempenho ambiental em tempo real dos autocarros que vão, a partir do próximo ano, ser disponibilizados no concelho.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG