Dê sabor ao seu tempo

Falta de tempo é desculpa para não cozinhar? Agora já não. No Continente pode encontrar diversos tipos e cortes da melhor carne e agora também soluções prontas a cozinhar.

Conciliar as rotinas cada vez mais preenchidas com a confeção de refeições mais elaboradas e saudáveis nunca foi tão fácil como agora. Uma simples ida ao Continente - ou a continente.pt - é o suficiente para comprar carne fresca, com qualidade e pronta a cozinhar. A sua família vai adorar. E, não, não vai precisar de passar horas a fio à volta dos tachos para preparar uma refeição fácil e rápida que promete agradar a miúdos e graúdos. São várias as opções de diferentes tipos de carne, desde o corte ao tipo de confeção mais apropriado, podendo optar por comprar junto dos profissionais que estão no balcão do talho e que lhe dão as melhores dicas sobre carne ou economizar ainda mais tempo recorrendo a produtos previamente selecionados, preparados e embalados. São produtos prontos a cozinhar, com todo o sabor e suculência que os portugueses tanto apreciam.

DA LOJA PARA A MESA
Com o compromisso de melhorar a alimentação e a qualidade de vida dos consumidores - e, aqui, inclui-se, claro, ter mais tempo para descansar e para estar com a família, os produtos "Cozinha Fácil" do Continente oferecem soluções práticas e saborosas para o dia-a-dia e que vão deixar toda a família deliciada à mesa. Variedade, qualidade e conveniência são as principais premissas dos novos produtos, que inclui opções de escolha desde porco, bovino e aves para grelhar, guisar ou assar, proporcionando alternativas para as várias refeições da semana preparadas para satisfazer os gostos lá de casa. Além de lhe facilitar a rotina durante a semana, estes produtos foram também pensados para serem os melhores aliados nos fins de semana, jantares inesperados com amigos e família ou nas festas que gosta de dar em sua casa. Agora, já não há mais desculpas para adiar um jantar em sua casa.

RÁPIDO E SABOROSO
Seja no balcão do talho ou já embaladas e prontas para levar para casa, as opções são vastas e o difícil é mesmo escolher. Desde panados, hambúrgueres - especialmente o hambúrguer com bacon e queijo que os mais novos irão adorar - para os dias em que a pressa fala mais alto, até às almôndegas, salsichas frescas e carnes picadas para quando apetece uma refeição mais reconfortante. Os rolos de carne com diferentes recheios foram pensados para os almoços de família ou para aqueles dias em que simplesmente quer surpreender. Coloque o avental, inspire-se em receitas e aventure-se. A variedade de carnes permite dar asas à imaginação e cozinhar sem limites. Pode optar pelos rolos de carne recheados, as salsichas com queijo ou simplesmente pelas almôndegas e picados de carne. De novo, o difícil é mesmo escolher, pois as todas opções são deliciosas e prometem proporcionar uma refeição saudável pronta num abrir e fechar de olhos.

COMO CONSERVAR
Conservar no frio entre 0º a 20º

BENEFÍCIOS
Independentemente da sua origem (bovina, suína, aves...), a carne possui proteínas de elevado valor biológico, o que significa que apresentam uma grande variedade dos diferentes aminoácidos necessários para o normal funcionamento do organismo. Na sua generalidade, são alimentos ricos em vitaminas do complexo B (em especial vitamina B12, que, entre outras características, contribui para a produção de energia do organismo, redução do cansaço e fadiga e normal funcionamento dos sistemas nervoso e imunitário). A quantidade e qualidade de gordura presente é muito variável, sobretudo de acordo com a origem e corte da carne. Nas chamadas carnes vermelhas (vaca, porco, cabrito, cordeiro), esta faz parte da própria constituição e não se encontra tão visível, enquanto nas carnes brancas (aves, coelho), a gordura predomina na pele ou noutros locais, sendo mais fácil de remover, e apresentando também melhor qualidade (menos ácidos gordos saturados). Assim, recomenda-se a diversificação no consumo dos vários tipos de carne. Para facilitar o seu dia-a-dia, opte pelas várias alternativas de produtos para economizar o seu tempo e facilitar a preparação de refeições.

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

"Corta!", dizem os Diáconos Remédios da vida

É muito irónico Plácido Domingo já não cantar a 6 de setembro na Ópera de São Francisco. Nove mulheres, todas adultas, todas livres, acusaram-no agora de assédios antigos, quando já elas eram todas maiores e livres. Não houve nenhuma acusação, nem judicial nem policial, só uma afirmação em tom de denúncia. O tenor lançou-lhes o seu maior charme, a voz, acrescida de ter acontecido quando ele era mais magro e ter menos cãs na barba - só isso, e que já é muito (e digo de longe, ouvido e visto da plateia) -, lançou, foi aceite por umas senhoras, recusado por outras, mas agora com todas a revelar ter havido em cada caso uma pressão por parte dele. O âmago do assunto é no fundo uma das constantes, a maior delas, daquilo que as óperas falam: o amor (em todas as suas vertentes).

Premium

Crónica de Televisão

Os índices dos níveis da cadência da normalidade

À medida que o primeiro dia da crise energética se aproximava, várias dúvidas assaltavam o espírito de todos os portugueses. Os canais de notícias continuariam a ter meios para fazer directos em estações de serviço semidesertas? Os circuitos de distribuição de vox pop seriam afectados? A língua portuguesa resistiria ao ataque concertado de dezenas de repórteres exaustos - a misturar metáforas, mutilar lugares-comuns ou a começar cada frase com a palavra "efectivamente"?