Vaudeville Rendez-Vous começa na sexta em Guimarães

O Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous decorre entre 15 e 23 de julho, envolvendo várias cidades do Norte, como Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão.

O festival Vaudeville Rendez-Vous inicia-se na próxima sexta-feira, dia 15 de julho, em Guimarães e termina no dia 23 em Vila Nova de Famalicão.

O primeiro espetáculo em Famalicão acontece dia 16 de julho, no Parque da Juventude pelas 19.00. A estreia absoluta da Companhia Bisonte Amarelo, Arremesso, inspira-se nos anos de prática em solidão e autoaprendizagem que Filipe Caldeira fez com os objetos tradicionais de malabarismo como bolas.

No dia 17 de julho há Debate na Casa do Território, pelas 15.00. Iniciativa que pretende aprofundar o papel do circo e o trabalho social que alguns projetos ligados a esta temática exerceram e continuam a exercer nos territórios de ação. Os projetos como Crescer e Viver do Rio de Janeiro, CircusLab de Viseu e Circriolo de Cabo Verde são exemplos de que o circo foi importante no desenvolvimento social das comunidades.

Nesse mesmo dia, pelas 22.00, na Praça D. Maria II será apresentado o espetáculo Tangram. Este espetáculo redefine as fronteiras da dança, do novo circo e do teatro físico.

A 19 de julho, terça-feira, o festival volta ao Parque da Juventude com Resiliência, pelas 19.00.

Na quarta-feira, dia 20, às 19.00, Tauromáquina vai ser apresentado na Praça D. Maria II. Este espetáculo foi nomeado para o melhor espetáculo de rua na Catalunha em 2015. É uma performance que explora a inteligência robótica com capacidade emocional e a arte e técnica de domar.

Dia 21 de julho pelas 22.00, é dia de Oficina Radar 360, no Centro Coordenador de Transportes. Esta atividade desafia os públicos a criar uma cenografia expansiva a partir das temáticas do espetáculo Os Transportadores, que vai ser apresentado no dia seguinte, no mesmo local.

Os Transportadores foi vencedor da primeira Bolsa de Criação Isabel Alves Costa e questiona o excesso, a carência, o desperdício, o alto consumo, a sociedade fabricada e a natureza bruta.

O encerramento do festival ficou a cargo da Cie Bivouac, em Famalicão, que vai apresentar o espetáculo A Corps Perdu, no dia 23 às 22.00, na Praça D. Maria II.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG