Uma certa simpatia britânica

"Vitória e Abdul", Stephen Frears

Vitória e Abdul é uma especulação sobre uma amizade pouco conhecida entre a rainha Vitória e um criado que veio da Índia para lhe presentear uma moeda comemorativa.

Por ser supostamente "terrivelmente bonito", Sua Majestade quis que ele fosse o seu criado mais próximo e, mais tarde, o seu professor particular, coisa que causou constrangimentos substanciais em toda a corte.

Frears assina um objeto guiado através de uma intencional ligeireza de humor e que segue à risca os predicados da comédia acessível ao chamado "público sénior", uma das especialidades desta sua recente fase (onde todos os anos tem um filme pronto, sempre com a marca BBC Films).

[youtube]:hAjR1vy9NJI

Tudo é muito simpático, tudo muito polido, conforme dá jeito na evocação de histórias de amizade. Na verdade, ficamos com saudades do Frears de O Puto ou de Alta Fidelidade. Em Veneza e em Toronto terá perdido a sua vaga na temporada dos prémios, mas Judi Dench é de novo fabulosa. Merece tudo e mais alguma coisa!

Classificação: *** (Bom)

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG