Uma animação que levanta voo

Amarelinho, de Christian De Vita

Coincidência ou não, várias das animações que nos chegaram recentemente trazem como tema a orfandade. Vejamos, o que está para lá da aventura rocambolesca em Lego Batman, do sonho em Bailarina, ou do retrato social em A Minha Vida de Courgette senão o desejo de uma "casa"? São histórias sobre a descoberta dos afetos, que aliciam a própria jornada familiar ao cinema.

Amarelinho, produção franco-belga, é a última estreia alinhada com o mote. Aqui seguem-se as peripécias de um passarinho, solitário e medroso, que se verá a braços (ou a asas) com uma missão inesperada: conduzir uma família de aves migratórias até África... Recorda-nos A Maravilhosa Viagem de Nils Holgersson através da Suécia, mas este não é um filme próximo da inteligência pedagógica do livro de Selma Lagerlöf. Fica-se pelos clichés narrativos da simpática viagem em família.

Classificação: Com interesse (**)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG